Dicas, cursos, tutoriais, artigos, análises e críticas relacionadas a todo universo DJ

Uncreative place

www.uncreativeplace.com.br

Um espaço com visual e conteúdo jovem

Após alguns anos escrevendo como colaboradora para alguns blogs, Bianca Caroline, uma jovem estudante apaixonada por livros, filmes, séries, músicas e várias outras artes, resolveu criar seu próprio espaço na grande rede e em Agosto de 2016 começou a disponibilizar artigos, análises, críticas e indicações de arte em geral.

Timecode DJ Control System

Custo X beneficio X transportabilidade

 

Será que vale a pena?

 

timecode_dj_controle_a

Há alguns anos surgiu no mercado um sistema que permite utilizar os toca-discos convencionais para manipular músicas de vários formatos digitais compactados, como MP3, WMA e outros, no computador. Ou seja, basicamente transforma o(s) toca-discos em “joysticks". Este sistema não recebeu um nome geral, cada empresa batizou seu produto. Para simplificar chamarei de interface e / ou sistema timecode. A Stanton, um dos primeiros a disponibilizar uma interface / sistema de timecode denominou-a de FinalScratch. Hoje, existem vários outros, e alguns estão se tornando tão popular quanto o FinalScratch da Stanton, tais como, o Serato Scratch Live da Rane e Torq Conectiv da M-Audio, Traktor da Native Instruments. Para quem não sabe com funciona um sistema de timecode, tecnicamente é “simples”. Em vinil e / ou CD, é gravado um sinal especial contendo algumas freqüências, que recebe o nome de timecode (código de tempo). Para os ouvidos humanos, o timecode soa simplesmente como um apito contínuo, mas este som é interpretado pelo software de mixagem para DJ, compatível com a tecnologia, e transformado em “comandos”, que atuam na música em uma fração do segundo após a manipulação do vinil ou CD de timecode. Com isso, tudo que o DJ fizer neste vinil / CD, o software agirá quase que instantaneamente, apenas com um pequeno atraso, de menos de um segundo, mas leva a crer que tudo ocorre em tempo real (real time), como se tivesse realmente tocando uma música gravada no vinil / CD.

Dependendo, em algumas configurações normalmente inadequadas, pode ser notado um pequeno atraso entre a manipulação e a execução do som. Para se usar o vinil / CD com timecode, é necessário uma interface (equipamento) especial que é basicamente uma placa de som dedicada (desenvolvida para esta finalidade), que é conectada ao computador pela porta USB / Firewire, e aos toca-discos e mixer por cabo de áudio comum. O sistema de timecode permite tocar qualquer música no formato MP3 e até outros formatos, que estejam no computador, de qualquer gênero, ritmo ou estilo, como se estivesse em vinil, o que é muito bom para DJs de performance (apresentação) e para DJs que só tocam em vinil devido ao charme físico proporcionado pelo equipamento. Também é útil para DJs que colecionam vinis há muitos anos e querem usá-los junto com as novas tecnologias, músicas em formatos digitais compactados, sem abrir mão da forma física e sentimental de tocar, proporcionada pelos toca-discos convencionais. Os sistemas de mixagem de timecode podem e são usados tanto profissionalmente quanto por hobbie.

O FinalScratch é um dos mais caros e já está na sua 2ª versão, mais preciso, e sem as deficiências do primeiro FinalScratch. Como muitos já sabem, os sistemas de timecode não são a única forma de se tocar músicas em formatos digitais compactados, como se estivessem no vinil. Já existem vários CD / MP3 players inclusive com pratos motorizados, que simulam a forma de tocar, os recursos e efeitos proporcionados pelos players de vinil convencionais (toca-discos / turntables). Dependendo da configuração, estes sistemas podem ser mais baratos e mais práticos que os sistemas timecode. Mesmo sendo um sistema interessante e já ter modelos mais baratos, o sistema de timecode tem duas grandes desvantagens perante outros sistemas já existentes. O sistema para a maioria é caro, principalmente se levado em conta que além do computador, mixer, toca-discos e da interface necessários,  ainda tem despesas com desgaste dos equipamentos, da agulha, do próprio vinil de timecode e do potenciômetro do controle de velocidade (“pitch”), que dependendo da técnica e cuidados podem se desgastar rapidamente.

Quem optar por usar um CD / MP3 player profissional para DJs, tem o desgaste do leitor óptico, que pode durar de dois a cinco anos dependendo do uso, cuidados, da marca e do modelo do aparelho e do próprio leitor óptico. O pior quanto ao leitor óptico é que este componente, da maioria dos equipamentos, são difíceis de serem encontrados para compra e troca, e às vezes quando se encontra, são vendidos por preços exorbitantes. Além de ser ou se tornar caro, talvez o pior problema dos sistemas timecode para muitos profissionais, seja a transportabilidade de toda a tralha.

Par se ter uma idéia do problema de transportabilidade, se um DJ que leva seu próprio sistema, quiser tocar seus vinis e usar também o sistema de timecode, ele terá que levar, nada mais nada menos que: duas toca-discos / CD players, mixer, laptop, sistema / interface timecode, e por fim o case (mala) de vinil. Isso se não levar também o case de CDs. Não podemos esquecer dos cases, malas especiais de transporte para os equipamentos, que também influenciam e muito no transporte, devido ao volume e peso. Os sistemas timecode, quanto a custo, praticidade e transportabilidade compensam apenas para uns poucos profissionais e / ou amadores (hobbistas). Minimizando o custo e peso, como alternativa para tocar MP3, poderia usar os CD / MP3 players profissionais para DJs que simulam o vinil e tocam tanto CD de áudio convencional quanto MP3, também como se estivesse no vinil. Se o DJ quiser usufruir da praticidade do laptop e não faz questão de prato giratório (motorizado), poderá por um custo menor e mais prático, usar um controle como os citados em controles para software profissionais de DJs. As indústrias de sistemas timecode apostaram na extrema praticidade e flexibilidade dos laptops e do áudio compactado. Porém, a tralha toda necessária para usar um sistema timecode e o alto custo geral, matam as principais vantagens do laptop. Não que o laptop não seja viável. Muito pelo contrário. É muito mais prático, versátil e se torna muito barato dependendo de como é usado.

O problema está, como já disse, na tralha toda. Abaixo, poderá ver algumas alternativas que tornariam o sistema mais prático. Além das alternativas citadas, há hoje tecnologias que possibilitam criar controles, equipamentos para DJs consideravelmente mais inteligentes, práticos, precisos, eficientes, resistentes, leves, de melhor transportabilidade e para os tradicionalistas, manter os recursos de formas tradicionais de manipular a música como no vinil, somado a novas formas, proporcionadas pela evolução tecnológica. Se não fosse a falta de estudo das necessidades técnicas das maiorias das especialidades dos DJs, a indústria investiria melhor em tecnologias mais eficientes, em uma relação amigável entre o modo tradicional e o moderno de tocar, a transportabilidade, praticidade, versatilidade e custo, o que é possível. Veja mais em sistemas timecode conceituais alternativos, sistema conceitual alternativo ao timecode, e controles conceituais. Muito provavelmente, quando a indústria lançar controles MIDI / USB como descrito acima e em controles conceituais, com pratos motorizados, para manter a forma tradicional de tocar, os sistemas que utilizam timecode virarão elefantes brancos. E isso não está longe, mesmo que seja na base da tentativa e erro, ou seguindo conceitos.

 

Virtual DJ

O software Virtual DJ permite trabalhar com um sistema de timecode que dispensa a aquisição de uma interface dedicada, disponibilizado por várias empresas, necessitando apenas do player convencional (toca-discos ou CD/MP3 players), sistem2mixer e os vinis e/ou CD timecode, o que pode diminuir o custo.  Para utilizar o sistema de timecode do software Virtual DJ com dois toca-discos, sem comprar um dos vários kits específicos citados acima, basta ter uma placa de som compatível com driver ASIO, com no mínimo duas saídas (output)  e duas entradas (input), todas estéreis. Se desejar, poderá usar um único toca-discos para controlar os dois decks / players virtuais, recurso oferecido pelo virtual DJ que através de botões no software permite alternar o toca-discos com o vinil de timecode entre os players durante a apresentação. Isto reduz bastante o custo e melhora a transportabilidade. Utilizando somente um toca-discos poderá usar uma placa de som com apenas uma entrada (line-in) porém, ainda será necessário duas saídas (line-out).

No início alguns poderão estranhar, mas é de fácil adaptação. O sistema de timecode do Virtual DJ permite trabalhar inclusive em conjunto com um controle MIDI / USB. Nos testes de laboratório utilizei como placa de som e controle o BCD2000 da Behringer e o DJ Console da Hercules, simultaneamente com o toca-discos/sistema de timecode (uma experiência muito interessante).

Entre vários testes, o sistema também foi testado com placas de som mais básicas, usando o drive ASIO4ALL com resultados satisfatórios. Veja mais sobre Virtual DJ em softwares profissionais para DJs. Antes de adquirir qualquer sistema / produto, deve-se levar em conta todos os prós e contras citados, principalmente quanto à praticidade, flexibilidade e custo, ou seja, analisar a relação custo X benefício. CD / MP3 player no lugar de toca-discos / turntables Já citado no texto acima, os sistemas de Timecode permitem utilizar ao invés dos toca-discos, CD / MP3 players profissionais para DJs.

Porém devo lembrar, para os DJs menos ligados e/ou com pouco conhecimento tecnológico, que só equipamentos que simulam o scratch proporcionarão o mesmo efeito no sistema de Timecode. CD / MP3 comuns terão os mesmos recurso básicos. Não adianta achar que colocando um player como o CDJ 100s/200 ou outro básico, terá o scratch. O jog servirá apenas como pitch bend. É importante lembrar também que perderá vários recursos e efeitos especiais de áudio dos CD / MP3 Players quando estiver usando no Timecode, e passará a ter os efeitos e recursos que o software para DJs escolhido, disponibiliza.

timecode_dj_controle_b

Algumas empresas que disponibilizam sistemas timecode:

www.m-audio.com       www.virtualdj.com       www.native-instruments.com       www.stantondj.com       www.numark.com          www.rane.com

 

 

6 comentários para Timecode DJ Control System

  • Pessoal tb preciso de uma ajuda! Eu comprei uma interface Rane SL3 da Serato recentemente, instalei o software da Serato, porém ao acionar os discos de Timecode somente gera um apito continuo ao invés de tocar a música que está no player. É algum problema de configuração? Uso a interface com toca discos é um MacBook
    Pro.

    Muito Obrigado!!

    • Ricardo, obrigado por visitar nosso site.

      Desculpe a demora, estamos bastante atarefados pois a demanda de nosso site é relativamente grande e nosso tempo relativamente curto.

      Espero que já tenha resolvido seu problema, mas caso contrário, vamos lá!

       

      Certamente seu problema é de configuração, e existem vários vídeos ensinando a instalar e configurar este produto. Por isso não investirei tempo explicando. Veja alguns exemplos:

      Exemplos de pesquisa no Google

       

      Exemplo no Youtube:

      https://www.youtube.com/watch?v=87q9xIxdrgc

       

      Visite também a página do link abaixo; ela tem muitas dicas e vídeos relacionados com instalação e configuração. Apesar de estarem em inglês, com um pouco de dedicação dá para quem não compreende o idioma entender facilmente os conceitos.

      http://www.recordingstore.com/proddetail.php?prod=SL3

       

      Um grande abraço!

      Wagner Pereira

  • BOA TARDE !!! Me tire uma duvida ; Eu tenho o par Dns 1200 e uso como controladora, sem timecode, ligando direto nos Usb ao nothbook; Os dois cdj no programa Virtual Dj Pro 7 ou 8 ; No qual desfruto-os super bem ! Mas eu queria usar o Rene / Serato Dj / Schath Live , Rekordbox, sendo que eu não tenho a caxinha (interface) , Da pra funcionar minhas cdj Dns 1200 como controladora , ja que possuem placa de audio as CDJ’s , ou não tem jeito mesmo eu tenho que comprar o software completo ?

    • Vagner, os produtos da Serato e o Rekordbox da Pioneer, pelo que sei, são produtos dedicados, ou seja, para utilizar o Rekordbox você precisa de produtos da Pioneer compatíveis. Já o Serato, de produtos desenvolvidos especificamente para ele. Não sei o motivo de querer usar estes produtos pois o Traktor e o Virtual DJ são softwares extremamente maduros, estáveis e estão entre os melhores softwares para DJs. O novo Rekordbox certamente ficará entre eles, mas como disse, até onde sei, o software é dedicado a players, mixers e controladores da Pioneer. O ideal seria você testar antes de realmente investir, para saber se se encaixa às suas necessidades e com isso não jogar dinheiro fora. A outra alternativa seria você analisar o manual dos produtos para conhecer seus recursos, virtudes e deficiências em comparação com os produtos que você já tem intimidade.

       

      É isso!

      Obrigado por visitar nosso site.

      Um grande abraço e boa sorte na solução de seu dilema.

      Wagner Pereira

  • Boa tarde amigos preciso muito da ajuda de vcs… eu comprei uma placa de audio versaport da american audio e tenho 2 cdjs denon dns 1000 eu gostaria de saber qual é o formato que tenho que gravar o cd timecode MP3 WAVE WMA etc… meu sistema operacional é o windows 8.1 e o virtualdj que estou usando é o 8

    Tipo baixei o drive da placa no site do fabricante mais não sei se está correto pq comprei a placa sem o cd do driver

    A ligação que fiz aqui na mixer na placa e no virtual está funcionando normal mais quando vou usar o pith de um cdj dns 1000 o pith não funciona já no outro cdj funciona normal… e quando clico no cue a musica no virtual pausa não volta no inicio como é tocando no cdj teria como me ajudar por favor? se quiser pode me chamar no ZAP (24) 9-9256-3555

    Grato.

    • Olá Makalé, como vai? O formato aceito pela DNS 1000 é CDA (cd de áudio normal) e MP3; neste último caso para todas os recursos funcionarem adequadamente, dê preferência ao formato CBR, e para ter melhor qualidade, o 256 ou superior. Caso já tenha baixado o timecode do site oficial em MP3 CBR, mesmo que seja inferior a 256, não necessita fazer nada, basta transferir para o CD. Quanto ao sistema operacional, neste caso ele não importa.

      Quanto ao driver, o equipamento que adquiriu é relativamente antigo. Em muitos tipos de equipamentos o driver mais recente para windows 7 e até mesmo os mais antigo rodam até no Windows 10 sem problema. Infelizmente não tenho como saber se é o caso da Versaport da American Audio, mas a probabilidade de funcionar é muito grande. De qualquer forma para ter maior chance de sucesso, baixe a versão mais atualizada x32 / 32bits ou x64 / 64bits de acordo com seu Windows.

      Quanto ao funcionamento do timecode, se em uma está tudo normal e a outra tem os problemas citados, muito provavelmente é configuração no Virtual DJ e ou no Player DNS-1000. Seu Virtual é versão full ou demo / gratuita? Se for a versão gratuita, pode ter alguma relação pois o Virtual DJ gratuito tem algumas limitações propositais.

       

      Link da American Audio / American DJ para download do driver:

      http://www.adj.com/versaport

       

      Grande abraço!

      Wagner Pereira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Validação *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Link to my Facebook Page
Link to my Youtube Page