Dicas, cursos, tutoriais, artigos, análises e críticas relacionadas a todo universo DJ

Uncreative place

www.uncreativeplace.com.br

Um espaço com visual e conteúdo jovem

Após alguns anos escrevendo como colaboradora para alguns blogs, Bianca Caroline, uma jovem estudante apaixonada por livros, filmes, séries, músicas e várias outras artes, resolveu criar seu próprio espaço na grande rede e em Agosto de 2016 começou a disponibilizar artigos, análises, críticas e indicações de arte em geral.

DJ Wagner J. Pereira – Eu e os livros e revistas para DJs

Fonte de parte dos meus conhecimentos técnicos e culturais. 

 Material que utilizei para acompanhar e entender a evolução  de todo o universo DJ.

Infelizmente a maioria das revistas “especializadas” nacionais e importadas para DJs tinham / tem pouquíssimo, quase nenhum conteúdo técnico e algumas não tem nada. Mesmo assim, devido a uma boa “visão” técnica e comercial, devido a maturidade e bom senso, soube aproveitar o conteúdo das revistas por vários outros ângulos. Analisando o conteúdo de algumas revistas ao longo de vários anos, pude acompanhar o desempenho e evolução de profissionais, tecnologias, diversos produtos, de todo o mercado e inclusive das próprias mídias, o que me gerou bastante conhecimento.

Quanto ao livros, apesar de poucos, me geraram muito mais conhecimento técnico e cultural que as muitas dezenas de revistas, porém eles não me permitiram analisar o desempenho, falhas e deficiências do mercado como as revistas “especializadas”. Dos livros que li, os mais interessantes foram “Todo DJ já Sambou” – da jornalista Claudia Assef em 2005, e “Manual Del DJ” em 2004, dos autores Frank Broughton e Bill Brewstere, o qual achei muito interessante. Ambos os livros são muito bons, porém “Todo DJ já Sambou” é nacional, com conteúdo cultural que fala sobre a historia dos DJs no Brasil, já “Manual Del DJ”  é um livro europeu, mas precisamente inglês, publicado também em outras línguas, tais como espanhol e português de Portugal, e seu conteúdo é mais técnico. O melhor livro com conteúdo técnico para DJs que li e analisei, porém, infelizmente tem alguns pesados falsos conceitos, idéias erradas e antiquadas. A primeira edição que tive contato deste livro foi em inglês, depois comprei em espanhol e mais tarde a em português. Antes de continuar, quero dizer que apesar de ser um livro técnico e ter um bom conteúdo, o uso de algumas de suas técnicas de forma inadequada por quem ainda não  tem as principais habilidade sensoriais auditivas básicas de um DJ corretamente desenvolvidas, pode gerar vícios negativos que retardam expressivamente o desenvolvimento das mesmas. Na realidade, este livro é excelente para ampliar o potencial após um treinamento adequado e bem dirigido.

Os livros e revistas juntos contribuíram muito com meus conhecimentos o que exerceu influência em minhas especialidades e técnicas. Hoje ainda guardo muitas revistas, algumas com aproximadamente 20 anos. Não tenho todas pois doei e joguei no lixo algumas dezenas porque no início não tinha interesses comerciais, não tinha o objetivo de usá-las hoje como referência para comparar a evolução do mercado. Mas as aproximadamente 100 revistas “especializadas”, nacionais e importadas que ainda tenho, grande parte da década de 90, retratam bem o comportamento, qualidade e evolução do mercado e delas próprias. As guardo pois me servem para pesquisa e referência.

Fotos de algumas revistas nacionais e importadas que restaram das minhas coleções de quase 20 anos atrás. Nestas revistas pude ver as falhas e deficiências do mercado e acompanhar sua evolução.

Revista Future Music de uma época em que a grande maioria dos DJs e muitos dos produtores de hoje não faziam idéia do que já existia no mundo tecnológico para criação de música.

Revista DJ Sound

Revista DJ World

Várias outras revistas

A internet

Apesar de periodicamente ainda comprar revistas para “DJs”, com a chegada e o rápido crescimento da internet pude ampliar ainda mais meus conhecimentos e acompanhar o desenvolvimento geral do mercado, observar e monitorar os bons profissionais e os oportunistas aventureiros mau preparados de forma mais precisa e rápida; aguçar ainda mais minha sensibilidade e percepção quanto ao andamento e evolução do mercado e dos profissionais. Apesar de na internet ter informações culturais e técnicas de qualidade e mais rapidamente, também contém informações de péssima qualidade, falsos conceitos e mitos. É preciso saber separar o joio do trigo – para que não sabe o que significa é basicamente saber filtrar com bom senso, coerência e maturidade as informações corretas de qualidade, dos mitos e falsos conceitos gerados e proliferados por pessoas sem um preparo adequado. Antes do surgimento da difusão / explosão da internet já utilizava os BBS (Bulletin Board System) nacionais e internacionais para pesquisar sobre música e tecnologia. Para quem não sabe, em rápidas palavras, os BBS´s foram alguns dos precursores da internet do início da década de 90. A integração de outras redes militares e educacionais com os BBS´s, deu origem a internet. A internet hoje é meu principal instrumento de estudos e pesquisas.

2 comentários para DJ Wagner J. Pereira – Eu e os livros e revistas para DJs

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Validação *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Link to my Facebook Page
Link to my Youtube Page

Quanto aos anúncios

Ao clicar no anúncio, possivelmente sairá de nossa página. Se pretende permanecer no artigo / site deve clicar no anúncio com o botão direito do mouse e selecionar abrir em nova aba / guia ou janela.

 

Atenção

Não nos responsabilizamos pela qualidade dos produtos e serviços anunciados. Os anúncios são selecionados e divulgados automaticamente pelo mecanismo do Google Adsence de acordo com sua navegação e vários outros fatores / critérios. Não temos nenhuma ligação com os fornecedores / prestadores de serviços.