Dicas, cursos, tutoriais, artigos, análises e críticas relacionadas a todo universo DJ

Uncreative place

www.uncreativeplace.com.br

Um espaço com visual e conteúdo jovem

Após alguns anos escrevendo como colaboradora para alguns blogs, Bianca Caroline, uma jovem estudante apaixonada por livros, filmes, séries, músicas e várias outras artes, resolveu criar seu próprio espaço na grande rede e em Agosto de 2016 começou a disponibilizar artigos, análises, críticas e indicações de arte em geral.

Estar na mídia (ser famoso) nem sempre é sinônimo de ser bom

Estar na mídia, ser famoso / renomado, nem sempre significa ter habilidade, ser bom em algo.

Estar na mídia, ser famoso / renomado, nem sempre significa ter habilidade, ser bom em algo.

Ser famoso / estar na mídia não é sinônimo de ser verdadeiramente bom. Alguns são muito bons, mas muitos fatores e fatos dificultam e até mesmo impedem de se tornarem famosos. Na realidade, infelizmente a maioria dos realmente bons não são famosos enquanto muitos aventureiros oportunistas despreparados são famosos e renomados devido a jogo sujo, propaganda enganosa; por ser garganta, saber se vender mesmo sem ter o preparo, conhecimento e habilidades adequadas para atuar comercialmente; devido a formação de grupinhos, panelinhas de pessoas igualmente despreparadas; devido a politicagens, troca de favores, favorecimentos, apadrinhamentos e moedas de troca não convencionais (sexo, drogas, presentes e etc.) e outros métodos não ortodoxos. Na maioria dos casos as pessoas realmente inteligentes e bem preparadas perdem a oportunidade de serem famosas por viverem ampliando seus conhecimentos e habilidades, por acharem que ainda não estão realmente prontas; outras por esquecerem de se divulgar e ou não saberem como fazer isso, enquanto aventureiros e ou oportunistas, normalmente marqueteiros sem preparo real, se destacam facilmente mesmo sem ter os estudos, conhecimentos e habilidades necessárias. Estes normalmente se tornam renomados contando apenas com jogadas não ortodoxas como troca de favores, tráfico de influência, publicidades enganosas, dentre outros, e ou contando com a sorte.
O que propicia quem realmente é bom a não ser famoso, e aventureiros oportunistas despreparados a serem famosos é a falta de maturidade geral de todo um mercado. Como exemplo, o universo dos DJ, onde provavelmente devido a ser reativamente novo, a grande maioria dos empresários, promoters, jornalistas, mídias, agenciadores, bookers, managers e muitos dos próprios DJs são técnica e profissionalmente imaturos, despreparados, não tem bom senso, coerência; se escoram, geram e ou disseminam mentiras, falsos conceitos, ideias antiquadas, preconceitos, e outros fatos que facilitam a entrada, permanência e o destaque de aventureiros oportunistas despreparados no mercado, e em contra partida dificultam pessoas realmente inteligentes, bem preparadas a entrarem e se destacarem, obterem o merecido reconhecimento.
A fama, o ser bom, ter qualidade e eficiência, são muito relativos. Dependem de muitos fatores positivos e negativos, alguns em comum, outros distintos, e outros opostos. Em outras palavras, nem sempre ser bom, ter qualidade, eficiência e preparo andam juntos com a fama, com o estar na mídia. Fatos mostram que na maioria dos casos andam separados, pois, nem tudo que é realmente bom, é eficiente, tem qualidade e é famoso ou está na mídia, assim como nem tudo que é famoso, que está na mídia, é realmente bom.
A maioria pensa / se preocupa em ser “grande” / famoso / renomado e ganhar muito dinheiro rápido mas pouquíssimos se preocupam em primeiro ser realmente bom, estar preparado e ter diferencial.

DJs - Ser famoso / estar na mídia não é sinônimo de ser verdadeiramente bom.

Ser famoso / estar na mídia não é sinônimo de ser verdadeiramente bom.

Muitos produtos, profissionais e serviços que têm fama, nome, tradição e são estruturalmente grandes, são considerados “bons” por alguns e por algumas mídias, mas não têm qualidade / eficiência real. E este fato ocorre devido a troca de favores, politicagens e outros.
Quem tem maior possibilidade de ganhar, de se destacar, é quem se dedica mais, se prepara melhor e sabe se vender. Porém ser bom, devido a concorrência suja não é sucesso garantido. Como já dissemos, é preciso também saber se vender.
Obviamente que em um duelo de titãs, os que tiverem grande preparo terão as mesmas condições técnicas. As possibilidades são de 50% e com isso, a vitória será uma incógnita até que termine o duelo. Neste caso a sorte também poderá ser um fator. Perder nunca é bom, mas antes perder para uma pessoa igualmente dedicada e preparada do que para aventureiros oportunistas despreparados, sem ter uma oportunidade, uma chance para lutar e mostrar seu potencial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Validação *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Siga-nos
Link to my Facebook Page
Link to my Rss Page
Link to my Youtube Page