Dicas, cursos, tutoriais, artigos, análises e críticas relacionadas a todo universo DJ

Uncreative place

www.uncreativeplace.com.br

Um espaço com visual e conteúdo jovem

Após alguns anos escrevendo como colaboradora para alguns blogs, Bianca Caroline, uma jovem estudante apaixonada por livros, filmes, séries, músicas e várias outras artes, resolveu criar seu próprio espaço na grande rede e em Agosto de 2016 começou a disponibilizar artigos, análises, críticas e indicações de arte em geral.

DJs e amantes de música maltratam a audição

Jovens, aspirantes a DJs, DJs veteranos, produtores e amantes de música maltratam a audição danificando-a parcialmente, correndo o risco de perdê-la completamente

DJs e amantes de música maltratam a audição

Muitas pessoas, principalmente os mais jovens, aspirantes a DJs, DJs veteranos e ou produtores, devido a falsos conceitos, por falta de bom senso, coerência e ou falta de informações, maltratam excessiva e desnecessariamente a audição. Ouvem música extremamente alta durante várias horas por dia além de estarem expostos a diversos tipos de poluição sonora. Isso sem falar naqueles que vão a boates / clubs ou raves e ficam muito próximos das caixas de som, pessoas que usam headphones / fones de ouvido, principalmente os intra-articulares e frequentemente (quase sempre) colocam o volume no máximo para “eliminar” os ruídos externos. Todos estes casos, sem a consciência de que isso é muito prejudicial, ou seja, não é bom para a saúde dos ouvidos e mais cedo ou mais tarde pode gerar danos sérios e irreversíveis, e até levar a surdez total muito antes que se imagina. Porém muitos acham que aumentando o volume / intensidade da música vão ouvir melhor seus detalhes sonoros / elementos; acham que “melhora” a qualidade. Porém estas práticas podem encurtar, ou até mesmo acabar com a diversão / alegria de ouvir música com qualidade ou com uma carreira promissora e ou de sucesso. Para perceber melhor os elementos não é necessário ouvir música alta, basta aprender a focar, se concentrar na música e se abstrair dos elementos externos a ela. Aliás, quem realmente gosta e sabe ouvir música, tem naturalmente estas habilidades, mesmo quando o volume está relativamente baixo / menos intenso em relação a alguns sons externos à ela. Em outras palavras, quem sabe ouvir música de verdade, tem facilidade em se concentrar na mesma e se distrai / abstrai facilmente de todo o resto.

Todos temos desgastes / perdas sensoriais progressivas naturais, normalmente de acordo com a idade. Assim como no caso da visão – relativamente mais comum / mais perceptivo – também temos perdas sensoriais auditivas. Na maioria das pessoas que não abusam e ou que cuidam bem da audição de forma adequada, as perdas são praticamente imperceptíveis até certa idade, mas tudo depende de diversos fatores, dentre eles: o volume / intensidade e o tempo de exposição sonora de cada pessoa a diferentes sonoridades (frequências / ”altura” e intensidades). Falando nisso, apesar de óbvio para alguns, não é só o volume / intensidade e frequência sonora que prejudica a audição, mas sim o conjunto formado pela intensidade / pressão sonora, frequências / altura e o tempo de exposição a elas.
As perdas auditivas são muito mais comuns e sérias do que se imagina, por menor que seja. Para medir os riscos, devem levar em consideração a atividade profissional; poluição sonora do dia-a-dia, como o trânsito por exemplo; o tempo que se assiste a TV e que se ouve música, principalmente alta; e no caso dos DJs e ou produtores musicais ativos, deve se levar em consideração principalmente o tempo / horas que se atua / trabalha por dia com o volume muito acima do recomendado pelos especialistas. Além dos fatores citados, os DJs e ou produtores musicais que também atuam como instrutores, devem contabilizar o tempo que passam ministrando aulas e monitorando os alunos, dentre outras situações, onde a audição não tem o descanso adequado por longos períodos acumulativos diários / semanais / mensais. Muito se pode fazer para minimizar as perdas auditivas, e em vários artigos em nosso site desta série, poderá conhecer situações, hábitos, atividades e outros fatores que contribuem para perda parcial ou total da audição; saber sobre os primeiros sinais de perda auditiva, o que se deve fazer, os cuidados e exames preventivos para proteger e conservar uma boa audição.
Esperamos que este e outros artigos de nosso site o ajude de diversas maneiras.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Validação *

Siga-nos
Link to my Facebook Page
Link to my Rss Page
Link to my Youtube Page

Quanto aos anúncios

Ao clicar no anúncio, possivelmente sairá de nossa página. Se pretende permanecer no artigo / site deve clicar no anúncio com o botão direito do mouse e selecionar abrir em nova aba / guia ou janela.

 

Atenção

Não nos responsabilizamos pela qualidade dos produtos e serviços anunciados. Os anúncios são selecionados e divulgados automaticamente pelo mecanismo do Google Adsence de acordo com sua navegação e vários outros fatores / critérios. Não temos nenhuma ligação com os fornecedores / prestadores de serviços.