Dicas, cursos, tutoriais, artigos, análises e críticas relacionadas a todo universo DJ

Uncreative place

www.uncreativeplace.com.br

Um espaço com visual e conteúdo jovem

Após alguns anos escrevendo como colaboradora para alguns blogs, Bianca Caroline, uma jovem estudante apaixonada por livros, filmes, séries, músicas e várias outras artes, resolveu criar seu próprio espaço na grande rede e em Agosto de 2016 começou a disponibilizar artigos, análises, críticas e indicações de arte em geral.

DJs e amantes de música maltratam a audição

Jovens, aspirantes a DJs, DJs veteranos, produtores e amantes de música maltratam a audição danificando-a parcialmente, correndo o risco de perdê-la completamente

DJs e amantes de música maltratam a audição

Muitas pessoas, principalmente os mais jovens, aspirantes a DJs, DJs veteranos e ou produtores, devido a falsos conceitos, por falta de bom senso, coerência e ou falta de informações, maltratam excessiva e desnecessariamente a audição. Ouvem música extremamente alta durante várias horas por dia além de estarem expostos a diversos tipos de poluição sonora. Isso sem falar naqueles que vão a boates / clubs ou raves e ficam muito próximos das caixas de som, pessoas que usam headphones / fones de ouvido, principalmente os intra-articulares e frequentemente (quase sempre) colocam o volume no máximo para “eliminar” os ruídos externos. Todos estes casos, sem a consciência de que isso é muito prejudicial, ou seja, não é bom para a saúde dos ouvidos e mais cedo ou mais tarde pode gerar danos sérios e irreversíveis, e até levar a surdez total muito antes que se imagina. Porém muitos acham que aumentando o volume / intensidade da música vão ouvir melhor seus detalhes sonoros / elementos; acham que “melhora” a qualidade. Porém estas práticas podem encurtar, ou até mesmo acabar com a diversão / alegria de ouvir música com qualidade ou com uma carreira promissora e ou de sucesso. Para perceber melhor os elementos não é necessário ouvir música alta, basta aprender a focar, se concentrar na música e se abstrair dos elementos externos a ela. Aliás, quem realmente gosta e sabe ouvir música, tem naturalmente estas habilidades, mesmo quando o volume está relativamente baixo / menos intenso em relação a alguns sons externos à ela. Em outras palavras, quem sabe ouvir música de verdade, tem facilidade em se concentrar na mesma e se distrai / abstrai facilmente de todo o resto.

Todos temos desgastes / perdas sensoriais progressivas naturais, normalmente de acordo com a idade. Assim como no caso da visão – relativamente mais comum / mais perceptivo – também temos perdas sensoriais auditivas. Na maioria das pessoas que não abusam e ou que cuidam bem da audição de forma adequada, as perdas são praticamente imperceptíveis até certa idade, mas tudo depende de diversos fatores, dentre eles: o volume / intensidade e o tempo de exposição sonora de cada pessoa a diferentes sonoridades (frequências / ”altura” e intensidades). Falando nisso, apesar de óbvio para alguns, não é só o volume / intensidade e frequência sonora que prejudica a audição, mas sim o conjunto formado pela intensidade / pressão sonora, frequências / altura e o tempo de exposição a elas.
As perdas auditivas são muito mais comuns e sérias do que se imagina, por menor que seja. Para medir os riscos, devem levar em consideração a atividade profissional; poluição sonora do dia-a-dia, como o trânsito por exemplo; o tempo que se assiste a TV e que se ouve música, principalmente alta; e no caso dos DJs e ou produtores musicais ativos, deve se levar em consideração principalmente o tempo / horas que se atua / trabalha por dia com o volume muito acima do recomendado pelos especialistas. Além dos fatores citados, os DJs e ou produtores musicais que também atuam como instrutores, devem contabilizar o tempo que passam ministrando aulas e monitorando os alunos, dentre outras situações, onde a audição não tem o descanso adequado por longos períodos acumulativos diários / semanais / mensais. Muito se pode fazer para minimizar as perdas auditivas, e em vários artigos em nosso site desta série, poderá conhecer situações, hábitos, atividades e outros fatores que contribuem para perda parcial ou total da audição; saber sobre os primeiros sinais de perda auditiva, o que se deve fazer, os cuidados e exames preventivos para proteger e conservar uma boa audição.
Esperamos que este e outros artigos de nosso site o ajude de diversas maneiras.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Validação *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Siga-nos
Link to my Facebook Page
Link to my Rss Page
Link to my Youtube Page