Dicas, cursos, tutoriais, artigos, análises e críticas relacionadas a todo universo DJ

Uncreative place

www.uncreativeplace.com.br

Um espaço com visual e conteúdo jovem

Após alguns anos escrevendo como colaboradora para alguns blogs, Bianca Caroline, uma jovem estudante apaixonada por livros, filmes, séries, músicas e várias outras artes, resolveu criar seu próprio espaço na grande rede e em Agosto de 2016 começou a disponibilizar artigos, análises, críticas e indicações de arte em geral.

Música boa (qualidade sonora X música bonita)

Música boa (qualidade sonora X música bonita)

Música boa (qualidade sonora X música bonita)

Música boa é relativo a vários fatores. Muitos, inclusive profissionais renomados e ou veteranos, classificam de forma errada e / ou confundem qualidade sonora com beleza. No universo DJ o ideal seria que toda música para dançar fosse bonita, animada e de boa qualidade sonora, porém infelizmente não é isso que ocorre. Alguns bons remixes são Bootlegs, piratas, com baixa qualidade sonora e erros estruturais, mas são muito bonitos e / ou alegres, dançantes, enquanto que a grande maioria das músicas com excelente qualidade sonora e com estruturas perfeitas comercializadas oficialmente em sites especializados para DJs, não são tão bonitas, alegres, animadas e / ou dançantes. Em outras palavras, hoje a maioria das músicas comercializadas em site de música eletrônica são pobres, repetitivas, monótonas, e com isso, são desanimadas e sem graça. Algumas pessoas, por falta de bom senso, visão, cultura musical e / ou por falsos conceitos, acham que querem ouvir músicas deste tipo, porém, quando as ouvem não se animam de verdade, são artificiais. Já muitos remixes, tanto os vendidos legalmente quanto os piratas, têm excesso de efeitos, efeitos prostituídos e / ou encontrados facilmente em equipamentos para DJs (CD / MP3 players, mixers, softwares / ”controladoras”). Alguns “produtores” estragam músicas relativamente bonitas, enchendo-as de efeitos. Muitas vezes uma música não precisa de efeitos, muito menos em excesso, para ser bonita. Na realidade para o DJ tocar, o ideal é que a música tenha boa qualidade sonora, seja bonita, animada / alegre, tenha médio teor de densidade e seja o mais simples possível, que não tenha efeitos encontrados facilmente em equipamentos ou softwares nem em processadores de efeitos, pois assim o DJ decidirá se deve ou não aplicar efeitos. O ideal é que cada DJ decida qual(is) o(s) efeito(s) são mais adequado(s) e a dosagem apropriada de acordo com sua percepção, leitura e análise relacionada a diversas variáveis e fatores ligados ao evento / público, momento, a própria música e outros.

Concluindo, como vimos acima, uma música pode ser boa quanto a qualidade sonora, quanto a beleza, teor de animação, momento / tipo de evento (“cenário”), dentre outros. Uma música pode ser considerada boa quanto a alguns dos fatores, e não quanto a outros. Todas as músicas têm seus prós e contras, podem ser boas ou ruins, compatíveis ou não com o evento, momento, ambiente, público e etc. Tudo depende do que está se analisando.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Validação *

Siga-nos
Link to my Facebook Page
Link to my Rss Page
Link to my Youtube Page

Quanto aos anúncios

Ao clicar no anúncio, possivelmente sairá de nossa página. Se pretende permanecer no artigo / site deve clicar no anúncio com o botão direito do mouse e selecionar abrir em nova aba / guia ou janela.

 

Atenção

Não nos responsabilizamos pela qualidade dos produtos e serviços anunciados. Os anúncios são selecionados e divulgados automaticamente pelo mecanismo do Google Adsence de acordo com sua navegação e vários outros fatores / critérios. Não temos nenhuma ligação com os fornecedores / prestadores de serviços.