Dicas, cursos, tutoriais, artigos, análises e críticas relacionadas a todo universo DJ

Uncreative place

www.uncreativeplace.com.br

Um espaço com visual e conteúdo jovem

Após alguns anos escrevendo como colaboradora para alguns blogs, Bianca Caroline, uma jovem estudante apaixonada por livros, filmes, séries, músicas e várias outras artes, resolveu criar seu próprio espaço na grande rede e em Agosto de 2016 começou a disponibilizar artigos, análises, críticas e indicações de arte em geral.

Porque os DJs promovem o sincronismo entre músicas

Porque os DJs promovem o sincronismo entre músicas

Muitos aspirantes a DJs questionam: O que é e por que promover o sincronismo entre músicas?

Em um super resumo, por definição, sem critérios técnicos fundamentados em estudos, considerando apenas opiniões e critérios livres, cada ritmo e estilo / vertente tem um intervalo / faixa de velocidade (BPM). Como exemplo, com controvérsias, o ritmo House Music (considerando todos os seus estilos / vertentes) segundo alguns, está numa faixa de 120 a 128, outros dizem que está em 115 a 125, dentre outras faixas; e tem ainda os que consideram levando em conta também os estilos / vertentes mais recentes que são mais rápidos, estão em uma faixa / intervalo entre 115 a 135. A faixa total, de ritmos lentos da Black Music ao DNB / Drum and Bass, o mais rápido ritmo tocado por DJs em Raves, vai de 70 a mais de 200 BPM. Sem estudos adequados considerando fatores técnicos racionais e com as controvérsias existentes, fica difícil precisar a faixa de cada gênero, ritmos e estilo / vertente. Enfim, saiba mais sobre este estudo em artigo sobre cultura musical em nosso site. Voltando, o importante neste momento é saber que cada música tem uma velocidade, que pode ser média (quando ela tem variação na velocidade / BPM ao longo da música) ou absoluta / constante (quando não tem variação na velocidade / BPM). Normalmente a variação se deve a não utilização de recursos / ferramentas que auxiliam na manutenção da velocidade, durante o processo de gravação e ou na edição. Estas variações estão mais presentes em músicas gravadas até a década de 1990.
A partir desta década, devido aos novos recursos de produção e edição musical, houve uma diminuição na quantidade de músicas com variação. A diminuição até os tempos atuais foi significativa, porém, ainda são produzidas muitas músicas com variações, normalmente gravadas ao vivo e as mal editadas. Portanto, quando escolhemos a próxima música que tocará e ou para alguma performance que dependa do sincronismo, ela pode ser mais rápida ou mais lenta que a outra que está sendo reproduzida. Com isso, para fazer a mixagem devemos sincronizá-las, ou seja, colocar na mesma velocidade / BPM, ou o mais próximo possível quando uma ou ambas variarem. Para saber mais sobre velocidade leia outros artigos e não deixe de ler o “Controle de velocidade das músicas nos equipamentos para DJs”, o que certamente lhe ajudará a ampliar ainda mais os conhecimentos, várias habilidades e consequentemente seu potencial geral.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Validação *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Link to my Facebook Page
Link to my Youtube Page