Dicas, cursos, tutoriais, artigos, análises e críticas relacionadas a todo universo DJ

Uncreative place

www.uncreativeplace.com.br

Um espaço com visual e conteúdo jovem

Após alguns anos escrevendo como colaboradora para alguns blogs, Bianca Caroline, uma jovem estudante apaixonada por livros, filmes, séries, músicas e várias outras artes, resolveu criar seu próprio espaço na grande rede e em Agosto de 2016 começou a disponibilizar artigos, análises, críticas e indicações de arte em geral.

Introdução geral da série áudio / acústica

Ao contrário do que muitos acham e ou imaginam, a maioria dos DJs de várias especialidades não são obrigados a conhecer áudio, acústica de forma técnica e profunda, porém o conhecimento básico de alguns fundamentos se faz necessário, acrescenta muito a nossa técnica profissional, melhora o entendimento, aproveitamento e utilização da audição (ouvidos) e conseqüentemente, melhora a compreensão e apreciação musical, entre outros benefícios. A maioria dos DJs sabe muito pouco sobre áudio / acústica, apenas um mínimo básico suficiente para seu trabalho. Muitos dos DJs bons de verdade, inclusive veteranos e renomados, sabem aplicar, têm ouvidos precisos quanto à sonoridade, mas não conhecem e ou não sabem explicar tecnicamente. Estes profissionais normalmente aprenderam sozinhos ao longo de vários anos, quebrando a cabeça.
DJs de todas as categorias e especialidades devem disciplinar, condicionar, afinar o ouvido e o cérebro, ter boa percepção sensorial quanto à sonoridade, para entre outras coisas, no mínimo distinguir a diferença entre um som / sonoridade boa e ruim; diferença básica de grupo de freqüência da música e de instrumentos musicais, e claro, a qualidade da música e ou do som em cada tipo de ambiente.
Para facilitar a vida de quem esta iniciando na arte e ciência de discotecar ou seja na arte e ciência dos DJs, apresentarei um mínimo básico suficiente para esta atividade. Este material contribuirá de diversas formas para o iniciante e até para alguns com um pouco mais de “experiência”.
Para a maioria o assunto não é muito interessante, mas seu estudo gera conhecimento que minimiza o tempo quebrando a cabeça; facilita a compreensão básica da sonoridade dos instrumentos, música e ambientes; auxilia no domínio da música, desenvolvimento de algumas habilidades auditivas, na criação e ou aplicação de algumas técnicas; amplia o potencial geral e amadurecimento auditivo, e consequentemente facilita na compreensão de várias funções e o recursos de softwares / programas e equipamentos para DJs, produtores e outros profissionais da música. Entre os equipamentos / ferramentas que poderá entender com mais facilidade estão os processadores de áudio, efeitos, equalizadores e sintetizadores. Para DJs de eventos gerais, que além de tocar, montam seus equipamentos é recomendado que se aprofunde um pouco mais neste assunto, e para isso, basta pesquisar na internet ou preferencialmente procurar um bom curso de áudio.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Validação *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Link to my Facebook Page
Link to my Youtube Page