Dicas, cursos, tutoriais, artigos, análises e críticas relacionadas a todo universo DJ

Uncreative place

www.uncreativeplace.com.br

Um espaço com visual e conteúdo jovem

Após alguns anos escrevendo como colaboradora para alguns blogs, Bianca Caroline, uma jovem estudante apaixonada por livros, filmes, séries, músicas e várias outras artes, resolveu criar seu próprio espaço na grande rede e em Agosto de 2016 começou a disponibilizar artigos, análises, críticas e indicações de arte em geral.

Som a matéria-prima da música

O som é estudado na acústica, uma das divisões da física que estuda as oscilações e ondas, que ocorrem em meios elásticos. O som é formado pela vibração de corpos que movimentam as moléculas de ar em meio elástico (como o próprio ar), criando as ondas acústicas ou ondas sonoras que são captadas pelos nossos ouvidos e interpretadas por nós como sons. Outros meios elásticos como água, metais e madeiras, também transportam ondas sonoras, porém, com diferentes resistências. Nem todo som é percebido pelos ouvidos humanos devido à amplitude e / ou freqüência das ondas acústicas / sonoras, e claro, da distância entre a fonte e o ouvinte. As ondas sonoras / acústicas se dissipam e perdem potência à medida que se afastam da fonte geradora, interpretado pela audição como queda no volume / intensidade do som. Cada corpo produz um tipo de vibração gerando sons diferenciados quanto à amplitude, duração e tonalidade. A tonalidade de um som depende da velocidade das ondas como veremos a seguir.

Intensidade / Pressão / Amplitude / Volume

Para quem não é especialista, não é fácil medir o som em nenhum de seus parâmetros, principalmente a intensidade, pois como veremos, depende de diversos fatores. Além do mais, dependendo da distância que cada indivíduo esteja da fonte geradora / sonora, um poderá não estar ouvindo no mesmo volume / intensidade que o outro, pois quanto mais distante da fonte, menor é o volume / intensidade / “altura” do som.
Intensidade corresponde а amplitude das ondas sonoras, cuja unidade de medida é o decibel e é representado pelo símbolo dB. A intensidade é comumente conhecida como o volume / “altura” do som. O decibel é uma medida logarítmica, relativa; um pouco complexa de se entender e serve para diversos fins. No som e na música refere-se basicamente aos limites da audição e limite da qualidade dos equipamentos. Outra medida da “altura” do som é a RMS (Raiz Media Quadrada) que mede a potência real dos equipamentos dependendo do nível de distorção.
O volume do som pode ser medido em um ambiente através de equipamento de medição de som. Veja as medidas aproximadas de algumas fontes sonoras a seguir, para entender um pouco do decibel sem grandes complicações. Para entender melhor deve-se pesquisar, ou ainda para complementar como sugerido anteriormente, faça um bom curso de áudio onde entenderá melhor áudio e acústica em geral.

Sussurro na orelha = 30dB

Voz humana em tom normal = em torno de 60 dB

Discoteca / britadeira = 115dB

O limite da audição humana é de 120 dB. Acima deste valor podem-se estourar os tímpanos.

Obs.: Estes valores foram tirados de enciclopédias e outros documentos e de acordo com o texto os resultados obtidos foram medidos próximos as fontes sonoras, pois, como já disse, à medida que nos afastamos da fonte, o som perde sua potência.

Freqüência X intensidade

Freqüência X intensidade

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Validação *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Siga-nos
Link to my Facebook Page
Link to my Rss Page
Link to my Youtube Page