Dicas, cursos, tutoriais, artigos, análises e críticas relacionadas a todo universo DJ

Uncreative place

www.uncreativeplace.com.br

Um espaço com visual e conteúdo jovem

Após alguns anos escrevendo como colaboradora para alguns blogs, Bianca Caroline, uma jovem estudante apaixonada por livros, filmes, séries, músicas e várias outras artes, resolveu criar seu próprio espaço na grande rede e em Agosto de 2016 começou a disponibilizar artigos, análises, críticas e indicações de arte em geral.

Comprando equipamentos e ou softwares quanto a sua técnica, necessidades e a qualidade do produto

A Comprando equipamentos e ou softwares / programas quanto a sua técnica, especialidade, necessidades e a qualidade do produto

Muitos acham que para ser um DJ  bom de verdade é necessário ter equipamento top de linha, o mais caro, porém isso é um grande equívoco. O segredo não está nos equipamentos, mas isso é outra história. Quanto aos equipamentos,  a realidade é que nem sempre o  modelo top de linha, tecnológico e ou o mais caro é o mais indicado a um tipo profissional. O equipamento deve ser comprado de acordo com a técnica, especialidade, necessidades e poder econômico do profissional. Antes de comprar deve conhecer, definir suas necessidades técnicas a curto, médio e longo prazo. A partir deste ponto escolha alguns modelos para analisar diversos fatores técnicos e econômicos, entre eles, os recursos,  tecnologias, efeitos, a praticidade e conforto operacional  oferecido pelo equipamento desejado / escolhido (custo X necessidade X benefícios).    Na análise deve ser levado em conta principalmente a qualidade geral do produto  e do suporte técnico disponibilizado pela revenda / fabricante.
Um bom equipamento nem sempre é o mais caro ou com maior quantidade de recursos. Para se classificar um equipamento / produto como bom, devem ser levados em conta diversos aspectos citados acima dentre eles, ter qualidade, bom suporte, ser de fácil manutenção e ter conforto operacional.
Infelizmente alguns profissionais pouco habilidosos compram equipamentos mais caros, vistosos, apenas para impressionar o cliente, suprir sua falta de qualidade e experiência.  Se não é um profissional bom de verdade, pouco ou nada adiantará ter o mais caro, “o melhor” ou mais bonito dos equipamentos.

Vs.: 1.0(2009)

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Validação *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Siga-nos
Link to my Facebook Page
Link to my Rss Page
Link to my Youtube Page