Dicas, cursos, tutoriais, artigos, análises e críticas relacionadas a todo universo DJ

Uncreative place

www.uncreativeplace.com.br

Um espaço com visual e conteúdo jovem

Após alguns anos escrevendo como colaboradora para alguns blogs, Bianca Caroline, uma jovem estudante apaixonada por livros, filmes, séries, músicas e várias outras artes, resolveu criar seu próprio espaço na grande rede e em Agosto de 2016 começou a disponibilizar artigos, análises, críticas e indicações de arte em geral.

Caráter, honestidade e ética são absolutos ou relativos?

Caráter, honestidade, ética, seriedade, sinceridade, justiça e moralidade são absolutos ou relativos?

Assim como todo tipo de habilidade mental, sensorial e física, como a inteligência, conhecimento, criatividade e sabedoria, honestidade, ética, seriedade, caráter e outros relacionados, não são absolutos. A falta de sensatez e de raciocínio lógico (outros que também não são absolutos) da maioria dos humanos e o fato de não parar para pensar, analisar, usar o raciocínio lógico e a hipocrisia, leva estes – subconscientemente – a crer que são absolutos.
O fantástico artigo sobre Código de honra de Juliano Primavesi fala sobre o absolutismo do código de honra de alguns grupos, em especial, o dos samurais. Para os samurais e outros grupos, o caráter, honestidade, ética, seriedade, sinceridade, moralidade, entre outros eram absolutos, ou seja, era ou não era. Como diz Juliano, não havia tons de cinza. Infelizmente hoje não é mais assim. Como pode perceber neste artigo, devido a diversos fatores, quase não existem pessoas absolutamente honestas, bom caráter e ou éticas.
Para entender, aceitar ou discordar, comece pensando nisso: cada pessoa é 100% honesta ou 100% desonesta?! Será que realmente existiram ou existem pessoas moralmente íntegras, que nunca jogaram / jogam sujo de alguma forma?
Há pessoas que possuem alto grau, são extremamente, algumas podem até realmente ser 100% sérias, éticas, sinceras e ou honestas em vários campos, porém, por mais bom caráter que uma pessoa seja, em um ou mais campos, áreas, situações da sua vida, em algum momento, pelo menos em um campo, seja no trabalho, profissão, com cliente, familiar, cônjuge, amigo, colega, no trânsito, na religião e ou outro, ele irá vacilar ou já vacilou, quanto a honestidade, ética, seriedade, sinceridade.
Não é fácil, mas seguindo as dicas do artigo sobre Código de honra, e de outros, do site www.riquezasemlimites.com.br do Juliano Primavesi é possível aumentar o nível positivo de caráter da humanidade. Mas cada indivíduo precisa se conhecer melhor, ter ciência dos fatos e querer se corrigir.

 

A construção do nível de honestidade e caráter (positivo / negativo) de cada indivíduo

Assim como praticamente todas as habilidades, o caráter do indivíduo é construído naturalmente ao longo da vida, desde a infância, em alguns casos mais rápido, em outros mais lentamente, dependendo de diversos fatores, especialmente do ambiente em que vive e direcionamentos. Portanto obviamente não nascemos com eles 100% formados.
A desonestidade, falta de ética e outros citados podem ocorrer por diversos motivos, normalmente intencional maldoso mas também por necessidade.
Alguns se tornam desonestos ou em algum momento agem desonestamente devido a necessidades, por de algum modo serem forçados. Alguns dos que fazem uso de práticas desonestas, antiéticas, sujas, sem perceber, sem saber e ou por “serem forçados”, por extrema necessidade, muitas vezes se arrependem, se punem mentalmente e procuram evitar jogar sujo. Já outros acabam gostando e se acostumando, passando assim, a desonestidade, falta de ética, de seriedade e de sinceridade fazerem parte de seu caráter definitivamente. Porém devido a criação, educação familiar e ou da vida, muitos desde o início por pura malandragem, querer sempre levar vantagem em tudo a qualquer custo, são desonestos, antiéticos, injustos e jogam sujo naturalmente. Suas ações desonestas, sem ética, injustas são tão naturais que nem percebem. Estão tão fundamentadas que passam a acreditar e defender veementemente falsas verdades, verdades só suas, verdades que a grande maioria das pessoas sensatas enxergam claramente e sabe que não são. Apesar de serem extremamente raros, alguns dos que são mau caracteres desde sempre, por algum motivo enxergam seus atos, mudam completamente e até buscam corrigir males que fizeram até então.

 

Os inocentes e os maliciosos mau caracteres

Muitos fazem uso de práticas que caracterizam jogo sujo, mas sem perceber, sem se dar conta, por ignorância, falta de maturidade, sensatez, raciocínio lógico, entre outros.
Neste caso pode se considerar que ninguém é culpado, maldoso, quando age, utiliza alguma prática que se classifica jogo sujo, subconscientemente, sem ter ciência, por ignorância, inocência, sem perceber. Porém a partir do momento que toma ciência, a reincidência será proposital e obviamente maliciosa, intencional e portanto desonesta, injusta, imoral e sem ética.

 

Classificando a honestidade / caráter de alguém

Honestidade, seriedade e caráter são relativos à criação, educação, cultura, campos da vida, crenças / no que acredita quanto a estes termos; são relativos a épocas / idade do indivíduo e de outros fatores, conceitos que também são relativos e não absolutos, como a maturidade, sensatez, inteligência e criatividade.
Portanto, ética, honestidade e seriedade devem ser consideradas dentro de cada campo, meio, esfera, área e devem ser medidas em escalas, níveis e não de forma absoluta.

 

Considerando o grau / nível de caráter

Se considerarmos que honestidade, seriedade e caráter são relativos e não absolutos, nenhum humano tem moral absoluta para julgar e acusar outra pessoa dizendo que ela é 100% desonesta, injusta, sem ética, 100% mau caráter. Sendo assim, também não podemos classificar ninguém como 100% honesto. Mas isso não impede de poder classificar alguém ou determinada classe como altamente desonesta ou altamente honesta.

 

Que grau / nível de honestidade / caráter daria para alguns? E para você?

Em algum momento você já trapaceou? Já promoveu alguma prática que poderia ser classificada como jogou sujo ao negociar algo, como profissional, no trabalho, no trânsito, com familiar, desconhecido…? Nunca? Pare realmente para pensar, analisar, classificar e julgar todos os seus pensamentos, atos, ações, práticas pessoais, familiares, profissionais, comerciais.
De 0 a 10, qual grau médio de honestidade, seriedade e ética você daria para políticos? Para advogados? Para os mecânicos, taxistas, médicos, economistas, empresários, investidores, banqueiros, DJs, policiais, bombeiros? Pense bem. Para seus melhores amigos / amigas ou entes queridos? E para seu maior inimigo(a)?
Agora após tudo isso, faça uma reflexão, uma autoanálise, e sem hipocrisia, me responda – ou melhor – responda para você mesmo: você se acha uma pessoa 100% honesta, ética, em todos os campos de sua vida (pessoal, profissional, familiar, religioso e etc)? Se não se acha 100%, então no geral, o quanto você se acha honesto, ético, bom caráter? 5%, 20, 50, 70 90, 99, 150%? Claro que estou sendo irônico citando 150%, não é mesmo?!
Após ter lido todo o material, se todos pensaram bem, certamente a maioria respondeu que é mais ou menos, e se auto atribuiu alto teor de caráter positivo. Alguns raros, sem hipocrisia, reconheceram não ser muito bom caráter, mas muito provavelmente, ninguém respondeu para si próprio que é 100% honesto, nem mesmo os mais puritanos, pois ninguém é realmente 100% íntegro, irrepreensível. Todos nós em algum momento já jogamos sujo de alguma forma, por algum motivo. De mesma forma, por algum motivo, os mais sujos, mal caracteres, em alguns momentos, situações, campos da sua vida, também jogam limpo.
Apesar do que falei sobre a resposta para si próprio de cada um, normalmente os relativamente muito desonestos, trapaceiros, publicamente são os primeiros a se defenderem, dizem serem sérios, honestos, justos, terem bom caráter, enquanto pessoas relativamente muito mais honestas, com altíssimo grau de honestidade, seriedade, com nível positivo de caráter mais elevado, não costumam dizer nada, normalmente devido a maioria de suas ações falarem por eles.

 

Camadas sociais superiores são mais mau caracteres que inferiores

Indivíduos das camadas sociais relativamente menores são mais éticos, honestos e de melhor caráter que das maiores. Em média, quanto maior, mais se joga sujo, mais ganancioso e mais mau caráter se é. Na maioria dos casos as camadas relativamente menores são desonestas por serem de diversas formas obrigadas pelas maiores camadas a buscar ter um mínimo de recursos possível. Como exemplo bem simples, muitos de classes relativamente menores quando se tornam inadimplentes, deixam de pagar suas contas, produtos e ou serviço essenciais, não é por mau caratismo, mas sim devido a falta de recursos gerados por altos preços, exorbitantes taxas, juros, desemprego, falta de serviços e etc, normalmente gerados pelos relativamente maiores, que gananciosamente buscam ganhar cada vez mais simplesmente por hobby, esporte, competitividade, e não porque necessitam.

 

O objetivo deste artigo

A ideia deste artigo veio ao final de um longo estudo que promovemos sobre jogo sujo geral, pessoal, profissional e comercial, ou seja, de pessoa contra pessoa, amigo, familiar, desconhecido, clientes / consumidores, concorrentes e vários outros que cito em nosso material sobre jogo sujo.
Nosso objetivo com este artigo não é dizer que todos os humanos são desonestos, trapaceiro, injustos, sem ética, mas sim mostrar que tudo isso – honestidade, seriedade, ética e muitas outras coisas como inteligência, criatividade, sabedoria, sensatez e etc – são relativos e não absolutos, como a maioria subconscientemente imagina. Além de várias outras coisas também quero mostrar com este artigo o alto nível de hipocrisia e insensatez da grande maioria.

 

Não cometa erros devido a conclusões precipitadas

Para não tirar conclusões precipitadas e consequentemente cometer erros, e antes de tecer críticas negativas contra mim, e de deixar seu comentário sobre este tema / artigo, assista nosso vídeo sobre jogo sujo. Depois volte aqui e deixe um comentário, dê sua opinião, debata conosco ou deixe uma crítica – positiva ou negativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Validação *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Link to my Facebook Page
Link to my Youtube Page