Dicas, cursos, tutoriais, artigos, análises e críticas relacionadas a todo universo DJ

Uncreative place

www.uncreativeplace.com.br

Um espaço com visual e conteúdo jovem

Após alguns anos escrevendo como colaboradora para alguns blogs, Bianca Caroline, uma jovem estudante apaixonada por livros, filmes, séries, músicas e várias outras artes, resolveu criar seu próprio espaço na grande rede e em Agosto de 2016 começou a disponibilizar artigos, análises, críticas e indicações de arte em geral.

Jogo sujo e concorrência desleal no Direito e na Justiça

Artigo 22 da série: Jogo sujo e concorrência desleal

Jogo sujo e concorrência desleal no direito, Justiça, leis e regulamentações.A Justiça / Direito é um mercado, universo, onde obviamente não deveria haver jogo sujo, concorrência desleal. Porém ao contrário do que muitos ingênuos têm em mente, esta é uma área – assim como muitas outras – extremamente suja, podre, injusta, repleta de diversas práticas de jogo sujo contra adversários, concorrentes e contra os próprios clientes. São muitas as práticas que caracterizam concorrência desleal aplicadas no universo de Direito / “Justiça” entre advogados, visando prejudicar, atrair e ou tomar clientes uns dos outros, ou mesmo prejudicar o processo do adversário visando obviamente ganhar o mesmo ou favorecer algum “amigo” / aliado.

Troca de favores; politicagens; compra / vendas de informações, sentenças, favorecimentos; subornos, compra de resultados (juízes, jurados); blefes; “desaparecimento” / roubo de provas, provas forjadas; implantação, disseminação de mentiras / falsas verdades, boatos, falsos conceitos; difamação, são algumas das muitas práticas sujas deste universo / mercado / atividade (vide revista Super Interessante sobre erros da Justiça – http://super.abril.com.br/superarquivo/366/)

Em muitos casos, o jogo sujo e a concorrência desleal de alguns iniciam logo após o ensino médio. A exemplo do que também ocorre na medicina e outras, na busca para entrar na universidade, muitos com algum poder financeiro e sem o preparo mínimo adequado, compram sua entrada em faculdade, e após entrar, muitos destes ainda compram resultados para se dar bem nela e se “formarem”, como já foi mostrado algumas vezes em grandes mídias, em reportagens e até em obras de ficção. Outros passam a promover concorrência desleal logo após seu ingresso na faculdade, durante e devido a seu aprendizado, mas muitos só começam a jogar sujo contra outros concorrentes e contra clientes, algum tempo após estarem atuando comercialmente. Em alguns raros casos, iniciantes começam jogando relativamente mais limpo, até que sentem necessidade, se veem forçados ou são induzidos, aconselhados a pegar mais pesado.

É um grande equívoco, pretensão, é hipocrisia achar / dizer que onde tem advogado / advogada tem justiça. Se considerar diversos, melhor dizendo, a maioria do fatos, situações e processos, utilizando bom senso e raciocínio lógico, coisa que Justiça não têm, se pode enxergar facilmente, que quem pagar mais tem “justiça”, ou melhor, é favorecido.

Quando o cliente não pode pagar tanto, mas o advogado sagazmente enxerga alguma forma de lucrar muito, seja de forma ortodoxa ou não, a probabilidade de se ter “justiça”, quis dizer, de ser favorecido / ganhar o processo, é muito grande. Portanto, o melhor a dizer é que, quando o advogado tem a possibilidade de ganhar muito, ele aceita o processo e busca ganhar a praticamente qualquer custo, o que quando ocorre, não significa que a justiça tenha sido feita, mas sim, que a causa foi ganha.

Se observarem, verão que a grande maioria dos processos / ações têm jogo sujo, falcatruas, mentiras, falsas verdades, o que leva a uma falsa justiça. Sendo assim, não cai bem usar a frase “sem advogado / advogada não há justiça” de forma generalizada pois infelizmente o que deveria ser a exceção é a regra.

A hipocrisia diz que não, mas os fatos comprovam que ética, honestidade, caráter, senso de justiça, são os menos importantes; comprovam também que os advogados que mais vencem processos são os mais ardilosos, que mais jogam sujo, os mais mentirosos, fingidos, entre outros, e ou que tiver os melhores conchavos. Portanto na maioria dos casos, quem mais recebe o benefício da “justiça” são os que podem pagar os “melhores”, ou deveria dizer os “piores”, mais sujos, advogados.

Em quase todos os processos ambos os lados jogam sujo, porém, uns mais que outros. Cada um usa o que tiver disponível, ao seu alcance, o que for possível – de politicagens, troca de favores, acordos; implantação de falsas verdades, a espionagens, subornos e muitos outros. Vale tudo para ganhar causas, processos.

Sem hipocrisia, Direito / Justiça é um universo como muitos outros comerciais, repleto de falcatruas, falsidades, de cobra engolindo cobra.

Muitos filmes e séries, alguns baseados em histórias reais, outros apenas ficções, retratam com muita fidelidade como é de verdade o universo do Direito e Justiça, e deixam bem claro que “advogado bom é advogado ruim / mau”, que joga sujo, que é mentiroso, trapaceiro, ardiloso, que tem muitos relacionamentos, contatos, conchavos. Um excelente exemplo é a série How to get away with a murder (2014), que em todos os capítulos apresentam diversas situações que fundamentam muito que escrevemos aqui, principalmente no último capítulo da 1a. temporada, aos 00:29:30 onde a personagem principal Annalise Keating (interpretada por Viola Davis), diz aos seus alunos: “O que eu sempre repito pra vocês? Não existe nenhuma verdade no tribunal. Tem só a sua versão do que aconteceu, contra a deles. É assim que o sistema judicial funciona. Não é o que é certo e o que é justo. É quem conta a história mais convincente”.

Advogado bonzinho, sincero, honesto, que joga limpo, raramente é bem sucedido, ganha processo / causa; a grande maioria “morre de fome”. Alguns em processos contra quem tem muito dinheiro / poder, e advogados canalhas, quando não se vendem, morrem ou desaparecem misteriosamente.

Além da concorrência desleal entre adversários, concorrentes, muitos advogados jogam muito sujo contra seus próprios clientes para arrancar o máximo possível de dinheiro deles e faturarem mais que o relativamente justo. Poucos verdadeiramente injustiçados recebem o benefício da Justiça, muito menos sem ser lesado pelos seus próprio advogados. Mas este é um assunto que discutiremos em outras publicações.

  .

Fonte dos conhecimentos deste assunto

Tudo que falamos sobre jogo sujo e concorrência desleal no Direito, Justiça e advogados em alguns de nossos artigos é baseado em reportagens sérias de jornais, revistas, TVs e outras mídias e submídias; em diversos filmes e séries direto e indiretamente ligadas a Direito / Justiça; em algumas experiências próprias com advogados contra e a nosso favor; em papos com alguns amigos e colegas advogados, juízes, promotores, delegados, estudantes de direito e devido a proximidade que tivemos com advogados de diversos portes e especialidades ao longo de nossa vida profissional como especialistas em TI. Portanto, não somos nós que estamos dizendo tudo isso; simplesmente estamos resumindo nestas rápidas palavras o que mídias e submídias mostram há muito tempo.

Terminarei este texto com uma frase bastante conhecida no Direito / “Justiça”: Contra fatos não há argumentos.

Séries e filmes para conhecer por vários ângulos o universo do Direito e Justiça

São muitas as séries e filmes com temas direto ou indiretamente ligados a Direito, Justiça, Advogada(o), Tribunal e outros que mostram como são estas entidades e atividades. Mesmo nos que não são baseados em historias reais, grande parte do conteúdo retrata realidades, fatos muito comuns.

Visite nosso perfil no Filmow e conheça alguns dos melhores filmes e série.

Alguns recomendados para começar a entender este universo

Série Suits

Excelente, recomendo praticamente todas as temporadas. Possui conteúdo / temas muito sérios, didáticos, ao mesmo tempo, a série é muito divertida).(Dublada e legendada)

Netflix: https://www.netflix.com/br/title/70195800

O advogado dos 5 crimes (1998)

https://filmow.com/o-advogado-dos-5-crimes-t722/

O poder e a lei (2011)

https://filmow.com/o-poder-e-a-lei-t24417/

A qualquer preço (1998)

https://filmow.com/a-qualquer-preco-t4286/

O Veredicto (1982)

https://filmow.com/o-veredicto-t5852/

Código de honra (2011)

https://filmow.com/codigo-de-honra-t43472/

Justiça para todos (1979)

https://filmow.com/justica-para-todos-t5222/

O Juiz (2014)

https://filmow.com/o-juiz-t77486/

Minha lista no Filmow com muitos dos filmes que já assisti (69 até o momento) sobre jogo sujo e corrupção ligados a Direito, Justiça,  Tribunal, Advogado e outros.

https://filmow.com/listas/direito-justica-tribunal-advogado-jogo-sujo-corrupcao-l126738/

Listas de filmes, séries e documentários que já assisti sobre diversos temas importantes como jogo sujo, corrupção, concorrência, Direito / Justiça, economia, empreendedorismo e outros.

https://filmow.com/listas/usuario/wagner_j_pereira/

Outros artigos da série:
Jogo sujo e concorrência desleal


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Validação *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Link to my Facebook Page
Link to my Youtube Page