Dicas, cursos, tutoriais, artigos, análises e críticas relacionadas a todo universo DJ

Uncreative place

www.uncreativeplace.com.br

Um espaço com visual e conteúdo jovem

Após alguns anos escrevendo como colaboradora para alguns blogs, Bianca Caroline, uma jovem estudante apaixonada por livros, filmes, séries, músicas e várias outras artes, resolveu criar seu próprio espaço na grande rede e em Agosto de 2016 começou a disponibilizar artigos, análises, críticas e indicações de arte em geral.

Toca-discos / turntables profissionais para DJs

Onde tudo começou, e é até hoje mantida e venerada por muitos DJs, por prazer, e também devido a mitos e falsos conceitos. Sendo com certeza a mais conhecida e usada por DJs de todo o mundo, a Technics MKII (SL1200 / 1210), foi e ainda é para muitos um verdadeiro ícone, um clássico. Nos últimos anos, sugiram modelos concorrentes superiores, mas muitos DJs continuam a usá-las.  Entre os fabricantes de toca-discos para DJs estão a Technics, Numark, Denon, Stanton e Gemini. Os toca-discos profissionais para DJs possuem alguns sistemas e recursos que as diferenciam dos toca-discos comuns. Entre estas diferenças está o direct-drive, sistema onde prato e motor estão ligados diretamente em uma única peça, ou seja, este sistema não utiliza correia entre o motor e o prato para girá-lo (belt-drive). Praticamente em extinção, alguns toca-discos “profissionais” de baixo custo eram belt-drives. Outro sistema muito importante encontrado nos toca-discos para DJs é o “pitch” control, nome não muito adequado a sua verdadeira função, que é o controle da velocidade do motor (prato), utilizado para aumentar ou diminuir a velocidade de reprodução da música, recurso utilizado pelos dos DJs para promover o sincronismo entre duas músicas. Saiba mais sobre o “pitch” no artigo Controle de velocidade (“Pitch”, Master Tempo, Pitch Lock, Keylock) em nosso site. Os toca-discos têm dois componentes que não poderia deixar de citar devido a sua importância: as cápsulas/shell e as agulhas, componentes estes que o DJ deve escolher os mais adequados a sua técnica, necessidade e gosto quanto a sonoridade. Cada marca e modelo de agulha e Shell geram um tipo de sonoridade quanto a freqüência, alguns reproduzem melhor os graves, outras os agudos, e outras os médios.
Para os que querem usar o computador para discotecar / ”tocar”, mais gostariam também de trabalhar com o charme visual de manipular o vinil, mesclar áudio digital com analógico e ou aproveitar seus toca-discos, vários fabricantes disponibilizam um kit que permite transformar os toca-discos em um controle / “joystick” para softwares de mixagens profissionais para DJs. Esta tecnologia é conhecida como time-code. Os principais kits são da Serato, Final Scratch, Torq Conectiv, Traktor, Virtual vinil (hardware Numark+ softwares Virtual DJ), dentre outros. Saiba sobre equipamentos e tecnologias alternativas eficientes em nosso site e veja também o artigo time-code escrito pelo DJ Instrutor Wagner J. Pereira.

Veja também:  Partes e componentes dos Toca-discos / Turntable profissional para DJs

As ilustrações deste módulo, assim como algumas outras deste material são de modelos fictícios e conceituais, apenas ilustrativos.

Este documento fazia parte do material didático do curso de DJ do instrutor Wagner J. Pereira. Por não ser o segredo para se tornar um DJ bom de verdade, ficará disponível em nosso site para todos.

Vs: 1.2 (Ed 2009) Pt: 02 de 08 (Rg 2009)

 

 

Versão 1.0 publicada em 2002

Onde tudo começou, e é até hoje mantido e venerado  por muitos DJs. Sendo com certeza a mais conhecida e usada por DJs de todo o mundo, a Technics MKII (SL1200 / 1210), é um verdadeiro fenômeno, um clássico. Porém hoje, vários fabricantes estão investindo e apostando na sobrevivência do vinil. Empresas como Vestax, Denon, Gemini, Numark, entre outras, colocam no mercado toca-discos profissionais para DJs, tentando igualar ou até superar a qualidade da até então imbatível SL1200 da Technics. Os toca-discos profissionais possuem vários sistemas que as diferenciam dos toca-discos comuns. Entre estas diferenças está o directdrive, sistema onde prato e motor estão ligados diretamente em uma única peça, ou seja, este sistema não utiliza correia entre o motor e o prato para girá-lo. Alguns toca-discos profissionais de baixo custo utilizam correia de borracha, ligando o prato ao motor e recebem o nome de belt drive. Os toca-discos belt drive são menos usados devido a ser mais fraco quanto ao torque do prato e ter consequentemente uma resposta mais lenta do prato em comparação com os toca-discos direct drive de boa qualidade.  Estes toca-discos são utilizados hoje apenas por DJs iniciantes, amadores e ou com baixo poder aquisitivo. Outro sistema muito importante encontrado nos toca-discos para DJ’s é o “pitch” control (controle de velocidade). Com ele controla-se a velocidade do motor (prato) para aumentar ou diminuir a velocidade de reprodução da música. Recurso utilizado pelos dos DJs, para promover o sincronismo entre duas músicas. Saiba mais sobre o “pitch” no artigo Controle de velocidade (Pitch, master tempo, pitch lock, keylock). Os toca-discos tem dois componentes que não poderia deixar de citar devido a sua importância: as cápsulas e as agulhas, componentes estes que o DJ deve escolher o mais adequado a sua técnica, necessidade e pela qualidade.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Validação *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Link to my Facebook Page
Link to my Youtube Page