Dicas, cursos, tutoriais, artigos, análises e críticas relacionadas a todo universo DJ

Uncreative place

www.uncreativeplace.com.br

Um espaço com visual e conteúdo jovem

Após alguns anos escrevendo como colaboradora para alguns blogs, Bianca Caroline, uma jovem estudante apaixonada por livros, filmes, séries, músicas e várias outras artes, resolveu criar seu próprio espaço na grande rede e em Agosto de 2016 começou a disponibilizar artigos, análises, críticas e indicações de arte em geral.

Menu da série especial sobre aventureiros, oportunistas e prostituição comercial no universo DJ.

Introdução geral

Muitos querem ser famosos e ou ganhar muito dinheiro, mas não se esforçam, se dedicam para primeiramente serem bons e terem diferencial; daí se tornam aventureiros, oportunistas em geral e contribuem com a prostituição comercial.

 A prostituição comercial

Preguiça, acomodação, relaxamento, ganância, pressa, ansiedade para ser famoso e ou rico, falta de estudos, pesquisa, preparo, condicionamento mental e físico, falta de visão comercial, maturidade e auto-avaliação, são alguns dos maiores culpados pela prostituição comercial.

Os aventureiros comerciais

Sem o preparo, conhecimento e habilidade mínima adequada / necessária para atuar comercialmente, se aventuram em um mercado gerando, contribuindo e ou patrocinando a prostituição comercial. Muitos “profissionais” de várias áreas e a grande maioria dos DJs são aventureiros comerciais.

Os oportunistas comerciais

DJs e vários outros tipos de “profissionais” vivem procurando / forçando oportunidades, muitas vezes puxando o saco para se ingressar em um mercado, se dar bem, ficar famoso e ou rico de maneira “rápida” e ou “fácil”, antes de estar realmente pronto, preparado, com qualidade e ou eficiência real mínima necessária para atuar.

Reconhecimento e classificação geral dos oportunistas e aventureiros comerciais

É fácil distinguir um profissional bom de verdade de um aventureiro e ou oportunista. O bom de verdade primeiro se prepara, busca diferencial para depois atuar. O aventureiro e ou oportunista normalmente não tem conhecimento, habilidade e preparo técnico suficiente quando inicia; normalmente aprendem vagarosamente ao longo de anos na base da tentativa e erro.

Prejuízos e injustiças comerciais provocados pelos aventureiros, oportunistas e a prostituição comercial

Os aventureiros e ou oportunistas comerciais, sem ou com intenção, prostituem o mercado vendendo ilusão, produtos e ou serviços de baixa qualidade, enganando o povo / clientes e prejudicando profissionais sérios que realmente se dedicam e que investiram / investem em pesquisas e estudos sérios. É fácil perceber isso em mercados como o de DJs.

Aventureiros e oportunistas que não aprenderam a lição

DJs aventureiros e / ou oportunistas que ficam bons de verdade depois de anos quebrando a cabeça, deixam de ser aventureiros e novamente voltam a se aventurar em outra(s) especialidade(s) e ou atividade(s) e DJs bons de verdade que se tornam aventureiros e ou oportunistas.

Conhecimento e habilidade versus o certificado

Não é o certificado que determina o nível de conhecimento e habilidade de um “profissional”. Em qualquer atividade, profissional ou não, do músico, design, DJ ao advogado, engenheiro, médico, bons cursos são importantes para maximizar o aprendizado, conhecimento, habilidades, qualidade, eficiência e conseqüentemente o amadurecimento técnico profissional dentre vários outros benefícios que proporcionam, mas nem sempre o certificado é sinônimo de qualidade e eficiência.

É possível aprender sozinho e não se tornar um oportunista, aventureiro ou somente com um instrutor especializado?

Apesar de se perder muito mais tempo, às vezes anos para dominar o que em um bom curso se levaria meses ou semanas, qualquer pessoa normal sem nenhuma deficiência e / ou distúrbio, pode se tornar um estudioso / autodidata e aprender sozinho muitas atividades, principalmente artísticas. Um bom curso é importante e se faz necessário para minimizar em dezenas e até centenas de vezes o tempo de aprendizado e maximizar o conhecimento e habilidade nas mesmas proporções.

Ser bom de verdade e não um aventureiro oportunista

O que você quer ser quando crescer? Bom de verdade ou um oportunista e ou aventureiro preguiçoso? Não importa a atividade comercial. Seja médico, DJ, engenheiro, produtor, promoter, empresário ou tantas outras. Para não ser classificado como um aventureiro e ou oportunista, não seja só mais um. Busque primeiramente ser bom de verdade, ou pelo menos ter um mínimo de conhecimento e habilidade para superar a média do mercado e os aventureiros oportunistas. Para ser bom em uma área não é preciso ser gênio. Basta querer e se dedicar.

Montar uma empresa ou se transformar em um profissional é fácil, “difícil” é ser bom

Montar uma empresa ou se transformar em um profissional com um certificado é fácil; difícil é ser bom de verdade, ter conhecimento, sabedoria, habilidades reais e diferenciais.

 Oportunismo disfarçado

Falso conceito: só caro, bonito, grande, famoso (“popular”) é bom.

A maioria das pessoas tem o falso conceito que só empresa, produtos e ou profissionais de nome, famosos, grandes, são bons. Porém uma empresa ou profissional não precisa ser grande ou famoso para ser bom de verdade, e isso é fácil perceber, pois no mercado há muitos profissionais e empresas renomadas que surgiram e se mantém por oportunismo, não por méritos de qualidade, eficiência real.

O objetivo da série especial sobre aventura, oportunismo e prostituição comercial

Dentre vários, um dos objetivos é conscientizar os que praticam e ou promovem a prostituição comercial no mercado da “diversão noturna” / DJ inconscientemente, sem má intenção para que possa acordar e melhorar seus produtos / serviços – o que será bom para ele próprio e para o mercado. Também é nosso objetivo mostrar aos mal intencionados que têm forma de reconhecer o oportunismo, o aventureiro, a malandragem, a safadeza, a “esperteza” e a prostituição comercial intencional tecnicamente e combatê-la.

Notas e observações complementares do DJ analista, crítico e instrutor Wagner J. Pereira sobre prostituição comercial

– Desculpa de muitos DJs oportunistas e ou aventureiros.

– Sendo parcial, mas buscando ser exemplo de luta contra a prostituição comercial.

– DJs bons de verdade no lugar de um oportunista.

– Perder não é bom de forma alguma, mas antes perder para um profissional competente, em uma luta justa, do que para um oportunista aventureiro.

 

Os artigos de nosso site são periodicamente atualizados de acordo com necessidades sem obrigação de aviso.

Vs: 1.0 Pt: 15 de 15 (Rg 2008)

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Validação *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Siga-nos
Link to my Facebook Page
Link to my Rss Page
Link to my Youtube Page