Dicas, cursos, tutoriais, artigos, análises e críticas relacionadas a todo universo DJ

Uncreative place

www.uncreativeplace.com.br

Um espaço com visual e conteúdo jovem

Após alguns anos escrevendo como colaboradora para alguns blogs, Bianca Caroline, uma jovem estudante apaixonada por livros, filmes, séries, músicas e várias outras artes, resolveu criar seu próprio espaço na grande rede e em Agosto de 2016 começou a disponibilizar artigos, análises, críticas e indicações de arte em geral.

Os níveis de insensatezes / sensatezes do início da vida à velhice

Artigo 9 da série: Insensatez

Nascemos imaturos, insensatos e ao adquirirmos, ampliarmos nossos conhecimentos, de acordo com diversos fatores relacionados a estes conhecimentos – especialmente a convivência, direcionamento, teor de qualidade dos conhecimentos – vamos ficando relativamente mais maduros e consequentemente mais sensatos. Quanto mais sensatos, mais maduros e vice-versa.
Ao envelhecermos, devido a vários fatores, muitos naturais, nosso cérebro começa a deteriorar; com isso, gradativamente vamos novamente de forma progressiva ficando relativamente cada vez mais insensatos, perdemos relativa coerência e bom senso. Obviamente que quanto mais maturidade e sensatez adquirirmos em nossa infância, pré-adolescência e adolescência, que exercerão influência em nossa vida adulta, menores serão as incoerências neste período (adulto) e em nossa velhice. Dependendo da alimentação, exercícios físicos e mentais, do que ocorre em nossa vida, muitos de nós praticamente voltamos a ser criança ao atingirmos certa idade. Uma alimentação adequada e a prática de exercícios físicos e mentais ajudam a manter nossa mente mais saudável por mais tempo. Falando em alimentação, muitos alimentos e substâncias podem alterar de várias formas temporariamente nossa sensatez por agir diretamente em nosso cérebro, em relação a nossos pensamentos, ações, sentimentos e emoções.
Assim como muitas outras coisas, o nível de inteligência, maturidade, sensatez e outros são relativos a diversos fatores, constantes e variáveis.

Pais insensatos

Filhos – futuros pais – ainda mais insensatos

Em um efeito, processo progressivo, pais pouco sensatos levam seus filhos a serem menos sensatos do que deveriam, o que os fará adolescentes, e posteriormente adultos, menos sensatos e obviamente idosos muito menos sensatos e coerentes. Com isso a cada nova geração a grande maioria dos humanos vem se tornando menos madura, sensata e coerente.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Validação *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Link to my Facebook Page
Link to my Youtube Page

Quanto aos anúncios

Ao clicar no anúncio, possivelmente sairá de nossa página. Se pretende permanecer no artigo / site deve clicar no anúncio com o botão direito do mouse e selecionar abrir em nova aba / guia ou janela.

 

Atenção

Não nos responsabilizamos pela qualidade dos produtos e serviços anunciados. Os anúncios são selecionados e divulgados automaticamente pelo mecanismo do Google Adsence de acordo com sua navegação e vários outros fatores / critérios. Não temos nenhuma ligação com os fornecedores / prestadores de serviços.