Dicas, cursos, tutoriais, artigos, análises e críticas relacionadas a todo universo DJ

Uncreative place

www.uncreativeplace.com.br

Um espaço com visual e conteúdo jovem

Após alguns anos escrevendo como colaboradora para alguns blogs, Bianca Caroline, uma jovem estudante apaixonada por livros, filmes, séries, músicas e várias outras artes, resolveu criar seu próprio espaço na grande rede e em Agosto de 2016 começou a disponibilizar artigos, análises, críticas e indicações de arte em geral.

Concorrência desleal

Concorrência desleal - Inteligência, conhecimento, habilidade, potencial, diferencial X Jogo sujo, poder, troca de favores e outros.
Artigo 2 da série: Jogo sujo e concorrência desleal

Concorrência desleal, um tema muito amplo, com diversas vertentes, tipos de práticas, que geram danos e prejuízos a mercados, e até aos praticantes, muitas vezes irreversíveis.

 

O que é concorrência desleal

Muitos falam mas a grande maioria não sabe realmente o que é concorrência desleal / suja. Concorrência desleal, é basicamente uso de jogo sujo, técnicas, práticas, mecanismos, conceitos não ortodoxos utilizados onde há algum tipo de competição, disputa, concorrência de qualquer tipo, para entre outras coisas obter vantagem; entrar, se manter em um mercado; para atrair, conquistar clientes; se destacar (tornar-se famoso, renomado), se manter em evidência e ou para destruir a reputação, credibilidade de concorrentes, torná-los aparentemente menores quanto a potencial, qualidade, eficiência, mesmo eles não sendo – pelo contrário – justamente quando em muitos casos o concorrente é muito superior, porém ainda relativamente pequeno, objetivando obter vantagens e se manter à frente destes.

 

Onde está a concorrência desleal?

A concorrência desleal está em quase todos os lugares. Onde há algum tipo de competição, concorrência, disputa, há alguma prática, jogo sujo, que caracteriza concorrência desleal. Ela é um mal que infecta e afeta praticamente todos os mercados e atividades – das maduras, tidas como nobres como as do direito / justiça, medicina / saúde, engenharia, à atividades artísticas mais recentes, ainda extremamente imaturas como a dos DJs e a atividade de produtor musical.

A concorrência desleal está entre profissionais; atividades profissionais; mercados; indústrias, comércios e prestadores de serviços; está dentro e fora das empresas; entre colegas de trabalho; religiões, igrejas e fiéis; está entre bairros, cidades, estados, regiões e países.

Concorrência desleal está nos esportes, artes, intrínseca na política; está nos governos; direito / justiça; regulamentações (tendenciosas, compradas); está em ONGs, nos sindicatos, associações, cooperativas, nas mídias e se encontra concorrência desleal até entre amigos, parentes, cônjuges, filhos e irmãos.

Obviamente que alguns lugares são mais infectados, há mais práticas de concorrência desleal que em outros, e em algumas áreas, especialmente as artísticas, políticas e direito / justiça a incidência é muito maior e de mais fácil percepção.

 

Os danos e destruições que práticas de concorrência desleal podem ocasionar

Apesar de a grande maioria não perceber, muitas práticas que caracterizam concorrência desleal, direta e ou indiretamente, por consequência, reflexo, efeito colateral a relativo curto, médio ou longo prazo, geram danos e prejuízos muitas vezes irreversíveis a mercados, atividades profissionais, a concorrentes realmente bons, bem preparados; aos próprios praticantes, entre outros.

Em muitos casos a concorrência suja leva a exploração inadequada, destrutiva, de atividades, mercados; leva a saturação, prostituição industrial e comercial, perda de credibilidade, reputação, e com isso, afeta a saúde econômica e financeira de atividades, setores, mercados; leva a degradação, estagnação, falência e a completa extinção de atividades profissionais e até de mercados inteiros.

Para ficar bem claro para a maioria, concorrência desleal pode denegrir, destruir reputação / credibilidade, produtos, serviços, talentos, profissionais, carreiras, concorrentes realmente bons, atividades / especialidades profissionais, empresas, mercados e até todo um país (industrial e ou comercialmente). Além disso, muitos casos refletem em outros direta e ou indiretamente relacionados provocando danos e até os destruindo.

 

Quem e porque necessita e promove concorrência desleal

São muitos os que necessitam jogar sujo, fazer uso de concorrência desleal, entre eles estão, primeiramente os extremamente gananciosos, sem limites, que quanto mais tem mais querem ganhar, os que com suas fortunas, consciente ou subconscientemente, de forma maldosa, ou não, buscam ganhar ainda mais dinheiro, a maioria apenas por hobbie, lazer, diversão, esporte, ego e ou por poder; depois, as pessoas ingênuas; os que não têm preparo, diferencial real, sensatez, raciocínio lógico, maturidade técnica, profissional e ou comercial.

Em muitos casos a concorrência desleal está ligada a falta de conhecimento, competência, preparo, qualidade, eficiência, diferencial real e falta de maturidade técnica, profissional e ou comercial mínima necessária para atuar comercialmente em uma atividade. Na quase totalidade destes casos isso ocorre devido a estudos, treinamentos superficiais, inadequados, ineficientes e ou devido a falta de dedicação. Com isso, a saída mais conveniente é jogar sujo, promover concorrência desleal.

Em outros casos, muitas mídias, publicitários e muitos com maior poder, especialmente financeiro, tais como: empresários, investidores, comerciantes, profissionais liberais entre outros, se escoram, fazem uso do fato de que a maioria das pessoas – potenciais consumidores / clientes – são ingênuas, imaturas, insensatas, não fazem uso do raciocínio lógico, não têm opinião própria e são facilmente manipuláveis, para atraí-las, enganá-las, forçar vendas; implantar e fazê-los acreditar em falsas verdades, em seus conceitos, ideias, e outros.

Se quiser saber mais, para complementar este tópico veja o artigo: Por que / O que leva a promover concorrência desleal?.

 

Quais são os alvos? Quem sai prejudicado (que mais perde) com a concorrência desleal?

Os principais alvos da concorrência desleal, obviamente são os concorrentes, especialmente os verdadeiramente mais bem preparados tecnicamente, bons de verdade. Alguns já grandes, consolidados e outros ainda pequenos em fase de ascensão, especialmente os comercialmente ainda imaturos.

Além dos concorrentes, alvos primários, dependendo dos tipos das práticas de jogo sujo utilizadas na concorrência desleal, os que podem sair prejudicados, direta e ou indiretamente, de forma sutil ou expressiva, por consequência, reflexo, efeito colateral são: -a atividade profissional / comercial, setor, mercado relacionado; -outras atividades, setores, mercados direta e indiretamente ligados; -muitos dos que jogam sujo, promovem concorrência desleal, que sem perceber colocam seus nomes, reputação, credibilidade em risco e que mais cedo ou mais tarde também acabam perdendo, e muito; -os apoiadores, patrocinadores, parceiros, aliados de quem joga sujo, promove concorrência desleal que também colocam seus nomes, credibilidades, reputações em risco ao se vincular de alguma forma a quem joga sujo. Além destes, outros direta e indiretamente ligados que também perdem são as associações, sindicatos, cooperativas, governo, país / união e os famigerados políticos.

A concorrência desleal prejudica não só os citados, mas também clientes e consumidores finais, que em muitos casos são os mais prejudicados, os que mais perdem.

Com isso percebemos que no final todos perdemos, dos empresários, comerciante, mercado, país, profissionais, aos consumidores.

 

Como muitas práticas da concorrência suja refletem e prejudicam os usuários, clientes, consumidores finais?

Muitas práticas da concorrência desleal prejudicam direta e indiretamente por consequência, efeito colateral consumidores / clientes, através da perda de qualidade e eficiência geral de mercado; por causa da saída de produtos, serviços e profissionais realmente bons, eficientes que saem normalmente devido ao mercado não valer mais a pena ou por falência; por perda de poder de escolha que ocorre por não saber em que acreditar, devido a grande quantidade de mentiras, falsas verdades, publicidades enganosas e devido a perda direta, investimento errado, jogando dinheiro fora, comprando lixo, produtos e serviços de baixa qualidade, acreditando que realmente são bons.

 

Práticas que caracterizam ou podem caracterizar concorrência desleal.

São muitos os tipos de práticas que caracterizam ou podem caracterizar concorrência desleal, dependendo de como são utilizadas, e entre elas estão:

-o uso de moedas de troca não ortodoxas (sexo, drogas, suborno, presentes variados (corrupção));

-troca de favores, politicagens, tráfico de influência;

-geração ou obtenção de facilidades, benefícios, informações privilegiadas, plágio, roubo de ideias, conceitos;

-propaganda enganosa;

-matérias, artigos, reportagens compradas;

-geração, implantação, disseminação e ou sustentação de falsas verdades, mitos, falsos conceitos, ideias ultrapassadas e preconceitos;

-difamar, distorcer características de produtos, serviços, especialidades concorrentes;

-adulteração de produtos, equipamentos / medidores para obter mais lucros;

-investimento estrutural e ou publicitário sem o preparo adequado para atuar na atividade;

-não ter preparo real, adequado para atuar em uma atividade;

-vender o que não pode ou não vai entregar;

-usar poder, força para intimidar, reprimir concorrentes melhores porém menores e ou comercialmente imaturos;

-formação de cartéis, panelinhas, falsas networks, grupos comerciais maliciosos;

-usar títulos / titularidades como “o melhor”, gerado por mídia comprada e ou grupo de amigos, parceiros, aliados, panelinhas, grupos comerciais maliciosos, sem valor, fundamentação técnica e sem transparência quanto à fonte, forma em que o título foi concedido;

-atuar em muitas atividades, especialidades direta ou indiretamente ligadas, ao mesmo tempo;

-espionagem (comercial e industrial), lobby;

-monopólio e oligopólio.

Além destas, existem várias outras práticas e conceitos que caracterizam concorrência desleal e outras que podem caracterizar dependendo da forma como são utilizadas / aplicadas.

Atrair clientes através de mentiras; implantar falsas verdades, falsos conceitos; sustentar ideias ultrapassadas, não ter o preparo, a qualidade e a eficiência oferecida, entre outras práticas, pode se caracterizar crime. Muitos conceitos, práticas, estratégias aplicadas no marketing de forma não ética, também podem ser classificadas como jogo sujo e caracterizar concorrência desleal.

 

Forma eficiente de combater, se proteger, se defender ou de pelo menos minimizar os efeitos negativos do jogo sujo e concorrência desleal.

Apesar de não ser fácil, é possível lutar contra, combater, se proteger, se defender e minimizar significativamente os efeitos negativos do jogo sujo e concorrência desleal. Para começar não deve ter preguiça e investir um relativo pouco tempo em estudos, pesquisas e análises para ampliar os conhecimentos, a maturidade técnica, profissional e comercial; deve se preparar adequadamente, estudando, analisando, buscando entender as principais práticas e conceitos de jogo sujo e concorrência desleal.

Além disso, deve ser transparente, direto; apoiar, mostrar, divulgar materiais como este e outros desta série; deve falar abertamente das práticas que caracterizam concorrência suja, desleal, mostrar como ela é formada, suas principais práticas e características; mostrar suas consequências, efeitos colaterais negativos e o reflexo em todo um mercado, atividade, área profissional; mostrar a grande possibilidade do feitiço voltar contra o feiticeiro, ou seja, de quem joga sujo também ser prejudicado de forma direta e ou indireta pelos efeitos colaterais de seu jogo, de serem desmascarados e também sofrer grandes perdas.

Deve mostrar também os riscos que aliados, parceiros, apoiadores e patrocinadores de quem joga sujo, promove concorrência desleal, correm quanto a comprometer seus nomes, reputação e credibilidade, caso eles se queimem, sejam desmascarados.

Para maior eficiência deve mostrar como a concorrência desleal pode ecoar, reverberar, atingir outros mercados direta e indiretamente relacionados, e como ela também prejudica e lesa os clientes e consumidores finais.

Todos os profissionais, nano, pequeno, médio e grandes empresários verdadeiramente sérios, devem investir tempo e buscar entender as principais práticas da concorrência desleal para poder se defender adequadamente.

Nosso site contém um rico material que facilita e maximiza a compreensão de jogo sujo e concorrência desleal, minimizando expressivamente o tempo necessário / investido.

 

Exemplos de práticas de concorrência desleal pesadas de grandes corporações

Outros artigos da série:
Jogo sujo e concorrência desleal


 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Validação *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Siga-nos
Link to my Facebook Page
Link to my Rss Page
Link to my Youtube Page