Dicas, cursos, tutoriais, artigos, análises e críticas relacionadas a todo universo DJ

Uncreative place

www.uncreativeplace.com.br

Um espaço com visual e conteúdo jovem

Após alguns anos escrevendo como colaboradora para alguns blogs, Bianca Caroline, uma jovem estudante apaixonada por livros, filmes, séries, músicas e várias outras artes, resolveu criar seu próprio espaço na grande rede e em Agosto de 2016 começou a disponibilizar artigos, análises, críticas e indicações de arte em geral.

O jogo sujo e concorrência desleal de cursos, escolas e universidades

Artigo 25 parte 1 da série: Jogo sujo e concorrência desleal

A maioria das escolas, faculdades e outros cursos formais e “informais”, profissionalizantes e livres privados jogam sujo contra seus clientes / alunos, promovem concorrência desleal e levam seus ex-alunos a fazerem o mesmo.

Muitas escolas, faculdades e cursos de diversos tipos e áreas promovem concorrência desleal uns com os outros, vendem mentiras através de publicidades enganosas, e com isso prostituem, banalizam, saturam mercados, inundando-os com profissionais de baixa qualidade e eficiência. Em outras palavras atraem clientes e alunos através de propaganda enganosa, ministram cursos, treinamentos extremamente abaixo da qualidade e eficiência mínima aceitável, e quando os alunos concluem o curso, fornece um pedaço de papel com o título de certificado – diploma para eles – que na quase totalidade são pessoas ingênuas e iludidas, que ainda não têm o conhecimento, as habilidades, o preparo e a maturidade técnica mínima adequada necessária para atuar, e que certamente a maioria, consciente ou subconscientemente se verão obrigados a também jogar sujo para entrar, se destacar e ou se manter no mercado.
Como péssimo exemplo estão muitos cursos de atividades tidas como nobres, como de direito, medicina / saúde, e cursos artísticos, como cursos de DJs e de produção musical, que inundam o mercado com “profissionais” tecnicamente imaturos. O pior é que muitos recém-formados acreditam que estão realmente preparados, prontos para atuarem. E durante anos iludidos, acreditando na falsa verdade de que estavam / estão preparados para o mercado, atuam comercialmente até que após muito mais tempo que o necessário, alguns poucos realmente adquirem maturidade, bom senso técnico, profissional e comercial, e passam a atuar de forma satisfatória, apropriada.
Mas infelizmente a grande maioria continua a atuar com baixo nível de maturidade, sensatez e consequentemente baixo nível de qualidade e eficiência técnica e profissional. Com isso, para se destacarem e ou se manterem no mercado a grande maioria, inclusive os que já adquiriram maturidade técnica e profissional passam a jogar sujo e promover concorrência desleal. Em um efeito dominó e bola de neve, juntos, ou seja, em um processo cíclico progressivo e crescente, começando pelo ensino, treinamento, cursos, todos acabam jogando sujo, o que reflete direta e indiretamente em todo o mercado, refletindo também em outros mercados com alguma ligação.

As maneiras básicas que o mercado de ensino e treinamento, cursos, escolas e universidades contribuem com a concorrência desleal

Cursos / escolas de todo tipo, desde um informal curso de música, DJ, produção musical, idiomas, a cursos formais técnicos, universitários, pós graduação, doutorado, contribuem basicamente de duas maneiras com concorrência desleal: primeiro a própria escola / universidade privada / particular fazendo uso de forma direta de práticas que caracterizam concorrência desleal para atrair novos clientes / alunos. A segunda forma é jogando sujo contra seus próprios alunos, não fornecendo o treinamento apropriado, não os preparando adequadamente para atuarem profissionalmente de forma apropriada, para entrarem, se destacarem e se manterem no mercado por méritos, conhecimentos, habilidades, maturidade técnica e profissional e por diferenciais reais.
A falta do treinamento adequado certamente levam àqueles que não desistirem da atividade, os iludidos, que acham que realmente aprenderam a arte e ou ciência proposta, àqueles que acreditam ter desenvolvido as habilidades essenciais necessárias de forma adequada e que realmente acham que estão prontos, a trabalharem, atuarem comercialmente de forma imprópria.
E como mostramos várias vezes nesta série de artigos, atuar sem estar realmente preparado, por si só já é uma prática que caracteriza jogo sujo e concorrência desleal, principalmente por parte daqueles que têm dinheiro para investir em estrutura e publicidade, que neste caso, obviamente é enganosa – outra prática de concorrência desleal.
Além da culpa direta, este fato faz a escola, universidade contribuir, ser responsável também de forma indireta com a concorrência desleal e também com a prostituição, banalização e saturação comercial da atividade.
Escolas, universidades, cursos públicos, gratuitos, sem fins lucrativos não costumam jogar sujo, promover concorrência desleal de forma direta, mas muitos destes por não terem uma boa didática e ou não oferecerem um ensino e treinamento verdadeiramente de qualidade, eficiente; por não cumprir seu papel, fazendo com que a maioria de seus alunos finalize o curso, tecnicamente maduros dentro da atividade proposta, da mesma forma que os cursos privados / particulares, também estão contribuindo de forma indireta com a concorrência desleal e outros problemas que prejudicam atividades e mercados.

O mercado de ensino e treinamento também é responsável pela baixa qualidade de produtos, serviços e por prostituição, banalização e saturação comercial

Além do jogo sujo para com seus próprios clientes / alunos e potenciais clientes; da concorrência desleal contra seus concorrentes e também de indiretamente serem responsáveis pelo jogo sujo e concorrência desleal de seus ex-alunos, devido a não prestarem um bom serviço, não disponibilizarem um treinamento verdadeiramente adequado, o mercado de ensino e treinamento (cursos, escolas e universidades) que deveria contribuir para pelo menos minimizar estes e outros danosos problemas, de forma direta e indireta em muitas atividades também são alguns dos principais responsáveis pela baixíssima qualidade e eficiência de profissionais, produtos, serviços e pela prostituição, banalização e saturação comercial de atividades e mercados. Em outras palavras, muitos cursos informais, livres, profissionalizantes e formais, escolas técnicas e universidades, são alguns dos grandes responsáveis por prostituir, banalizar, saturar atividades, levar a perda de glamour e ou credibilidade que em muitos casos consequentemente leva a ruína de todo o seu mercado.

Outros artigos da série:
Jogo sujo e concorrência desleal


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Validação *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Siga-nos
Link to my Facebook Page
Link to my Rss Page
Link to my Youtube Page